Início » Defesa da Fé » O Crente e a Integridade

O Crente e a Integridade

Por Gospel Prime


Uma das palavras mais difíceis de lidar com ela por par dos “EVANGÉLICOS” é “INTEGRIDADE”. Viver uma vida irrepreensível diante da sociedade e principalmente diante de Deus é algo que não atrai os modernos crentes do século XXI. Esta palavra é muito usada e citada nos meios políticos, nos programas de candidatos a um cargo na vida publica e até nas igrejas. Mas qual é o seu verdadeiro significado? Vejamos.
“INTEGRIDADE” vem do latim “INTEGRITATE”, significa a qualidade de alguém ou algo ser íntegro, de conduta reta, pessoa de honra, ética, educada, imparcial, brioso, pundonoroso, cuja natureza de ação nos dá uma imagem de inocência, pureza ou castidade, o que é íntegro, é justo e perfeito, é puro de alma e de espírito. “INTEGRIDADE” na raiz significa “INTEIRO”. Um ser humano íntegro não se vende por situações momentâneas, infligindo as normas e leis, prejudicando alguém por um motivo fútil e incoerente. A moral de uma pessoa não tem preço e é indiscutível.

O significado raiz desta palavra me remete as aulas de matemática onde aprendemos que um numero “INTEIRO” é completo. Já o oposto é uma “FRAÇÃO”. Portanto, precisamos considerar que “INTEGRIDADE” aponta para plenitude, pureza, coerência, compromisso, etc. O inverso seria então fragmentado ou corrompido. É necessário salientar que quando falta integridade na vida de uma pessoa ela passa a ter duas caras, o seu caráter e a sua conduta passam a ser ambíguos. A pessoa sem “INTEGRIDADE” vive de uma maneira na igreja, de outra na sociedade e de outra no trabalho. Ela não possui equilíbrio nas suas posições. A Bíblia diz: “MELHOR É O POBRE ÍNTEGRO EM SUA CONDUTA DO QUE O RICO PERVERSO EM SEUS CAMINHOS” – Provérbios 28:6. É importante frisar que a integridade não tem preço, cor, razão social ou nacionalidade. Uma pessoa íntegra não anda preocupada, ela não precisa se valer dos famosos “JEITINHOS” para se safar de situações inusitadas criada pela sua conduta.

A decisão da formula um deste ano veio mostrar que a integridade é algo que deve ultrapassar as barreiras da disputa e da importância de um título. Alonso era considerado o virtual campeão. Mas os seus adversários o viam apenas como um concorrente e lutaram dentro da pista para conseguirem êxito nos seus intentos. Vettel, mostrando ser um atleta completo, integro e hábil na sua conduta conseguiu ser o campeão. Ele dominava com competência o seu carro.

A integridade na nossa vida tem semelhança com a conduta deste atleta. Se buscarmos um estado de força interior e de paz integral nós poderemos nos dar bem em nossa vida espiritual. Mas é preciso compromisso com a verdade. Precisamos ser completos em tudo, não apenas em algumas áreas específicas de nossa vida. Uma vida cristã estabelecida sobre a égide da Palavra de Deus exige que sejamos verdadeiros diante da sociedade e principalmente diante de Deus.

Há pessoas que vivem contemporizando na tentativa de justificarem as coisas erradas que fazem, elas passam uma idéia de perfeição, mas basta uma maré mais alta e a vida do cidadão vem à tona, ele se expõe. Veja o exemplo. Um “CRENTE” de uma grande igreja, pessoa considerada modelo pelos seus parceiros foi a uma lanchonete e lá pediu dois sanduíches. Solicitou que fossem embrulhados, pois iriam viajar e os consumiriam no trajeto. Quando pararam a uma distância confortável, o cidadão verificou que ao embrulhar, o garçom havia embrulhado R$ 1.200,00. Preocupado com o emprego do funcionário ele retornou para devolver o que havia encontrado. O gerente ficou tão espantado e feliz com o que via que disse:

- Vou chamar a televisão e os jornais e registrar o ocorrido. Vocês merecem uma matéria nas primeiras páginas. Vocês são pessoas “íntegras”!!!
Mas o homem, meio constrangido respondeu: – Oh! Não, não, não> Nem pense nisto. Não queremos nos expor a este ponto.

Inclinando-se na direção do gerente ele sussurrou: – Não quero foto ou algo semelhante nos jornais, pois a mulher que está comigo é casada com outro homem!!!
Esta é a situação dos “EVANGÉLICOS” hoje, principalmente das lideranças. Há honestidade em alguns aspectos, mas em outros é melhor manter escondido o que fazem. A “INTEGRIDADE” é relativa e ocasional, ela depende de fatores, de oportunidades e de situações. A igreja está ensinando isto, os lidere também. O que eles fazem dão a mostra perfeita de como os seus subordinados devem se comportar.
É comum as pessoas, ao fim da vida, sentirem um certo arrependimento quando dão conta de que não viveram de maneira “INTEGRA”, coerente com os valores que regem a Palavra de Deus. Muitas, ao final da vida, descobrem que influenciaram pela “MASCARA”, pela imagem que passaram ao longo da vida de alguém reto, mas que por detrás dos panos era outra coisa. Mas há ainda tempo para que o ser humano e em especial os “EVANGÉLICOS” possam influenciar a sociedade tirando a máscara que carregam, sendo verdadeiros e íntegros em tudo. Vale lembrar que a integridade é o oposto da imagem. Integridade só existe quando a sua vida pessoal está em perfeita harmonia com a sua imagem publica.

É inevitável percebermos que os “EVANGÉLICOS” modernos estão construindo seus alicerces espirituais sobre AREIAS MOVEDIÇAS, principalmente nos areais da política. Não há ninguém preocupado com o que deixarão como legado para a posteridade, ninguém está disposto a gastar tempo fiscalizando a sua vida, inspecionando o que recebem como material para a edificação e se o local é apropriado para a construção. Tem muita gente pensando que a mudança de aparência pode ajudar em alguma coisa. Muitos estão brigando para preservarem o estereotipo, mas se esquecem da alma e do coração. Dizem: Se mudar a minha aparência, a da minha casa ou do meu carro ficarei feliz. Quanto engano!!!

A METAMORFOSE é algo que acontece de dentro para fora, é algo espetacular. É formidável ver um casulo, depois de um determinado tempo se transformar em uma linda borboleta. Aquilo que era aparentemente feio, depois de uma mudança radical, agora é um espetáculo da natureza. Quando somos transparentes uns com os outros, quando somo íntegros na nossa conduta, a nossa beleza interior é revelada, a nossa vida é exposta na sua profundidade, não atrás de mascaras ou de véus enganosos. O contrário de metamorfose é a palavra “METASCHEMATIZO”, que significa “MUDAR A APARÊNCIA”. Daí a derivação da palavra “MASCARADO”. Hoje, lamentavelmente os “EVANGÉLICOS” vivem nesta situação, com máscaras de toda a sorte para esconderem o que de fato são. Muitos estão com feridas profundas na alma e no coração, mas escondem isto da sociedade e tentam esconder inclusive de Deus. Mas a mudança interior pode fortalecer a vida e nos dar uma nova dimensão. Conta-se que um garoto encontrou um casulo em um galho de árvore. Ele percebeu que aquela coisa se movia e se debatia na tentativa de sair de seu estado. Era uma borboleta que lutava desesperadamente para sair se seu invólucro. Ele, querendo ajudar, puxou-a para fora e colocou sobre uma folha. Ele esperava que com a ajuda ela levantaria vôo e seguiria o seu destino. Não foi assim que aconteceu.

Depois de alguns momentos olhando para ela ele percebeu que aquela borboleta estava morta. Ele não sabia que o desafio de sair do casulo foi negado à borboleta e que aquele ritual de sofrimento fazia parte de sua sobrevivência. A luta a levaria a fortalecer as asas e a exercitar a arte de controlar os impulsos. Por não haver lutado ela morreu.
Na vida do crente também é assim, passamos por situações que nos exigem esforço, desprendimento, coragem e desgaste emocional, mas são necessários para que possamos vencer. Deus permite que sejamos provados para que nos edifiquemos e nos fortaleçamos na nossa vida e na nossa confiança Nele. Ele nos criou para exercitarmos a nossa “INTEGRIDADE” na sua plenitude, mesmo que as situações e as circunstâncias nos desafiem a desistirmos. Posso afirmar, sem medo de cometer erros, que se os “EVANGÉLICOS” no Brasil se preocupassem com esta característica da vida, com certeza não precisaríamos nos aliara o mundo para vermos as igrejas crescendo, ou melhor, inchando. Não precisaríamos ver os crentes modernos se aliando a partido políticos ou a candidatos. O “TESTEMUNHO” falaria mais alto e o evangelho seria engrandecido. Mas…
por Carlos Roberto Martins de Souza

* As opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores
e não refletem, necessariamente, a opinião do Gospel Prime.


Leia mais...

Discernindo os “tempos e os ventos”

Discernindo os “tempos e os ventos”

O que fazer ao descobrir que um ladrão se passou por...

O que fazer ao descobrir que um ladrão se passou por...

Resposta ao Julio Severo

Resposta ao Julio Severo

Você acredita na igreja?

Você acredita na igreja?


Comentários