Início » Liderança » O perfil do líder juvenil!

O perfil do líder juvenil!

Por Adriel Lemos Jeronimo


Afinal, o que é perfil? Segundo o dicionário da língua portuguesa, perfil é um conjunto de características ou competências necessárias ao desempenho de uma atividade, cargo ou função. Em poucas palavras, é o conjunto do “todo” de um líder.

Nessa breve reflexão, quero apenas me ater à questão das características e não a questão das competências, ou seja, em foco, vou falar um pouco sobre minhas experiências sobre o perfil do líder e suas implicações para o liderado, pois hoje tenho 26 anos de idade e como sou casado há apenas um ano e meio, sendo que desde criança estive na igreja, já passei nas mãos de muitos líderes de juvenis; alguns que gostei, outros que jamais vou esquecer, outros que amei e uns que detestei (verdade).

Hoje, nos grupos de adolescentes e jovens de nossas igrejas, existe um caminhão de líderes, que como já mencionei, uns bons, uns ótimos e outros que nem líderes deveriam ser e infelizmente isso tem abalado muito nossa garotada, pois o grupo de adolescentes e jovens da igreja que deveria ser um lugar de referência e prazer, muitas vezes se torna algo tão entediante, que perdermos nossos garotos e garotas para o mundo devido a deficiência de líderes capazes e qualificados.

Creio que seja fundamental trabalharmos com nossos líderes o quanto é importante e fundamental o papel deles sobre a vida de seus liderados. Eu não sei se você já parou para pensar com bastante calma sobre o assunto, mas você líder, responsável por um grupo, tem em suas mãos a vida e a morte. “Oh meu Deus que palavras fortes“, você pode pensar. Mas infelizmente essa é a realidade meus amigos, não podem fugir disso.

A fase da adolescência é um período em que o individuo necessita constantemente de referências e apoios para desenvolver de forma sadia sua personalidade, seu caráter, seu conjunto de valores e demais características que lhe fará parte durante toda sua vida. Isso é ciência, é fato, não é mera especulação. Você pode testificar isso com uma simples pesquisa sobre o desenvolvimento humano em livros de psicologia. E é nessa fase também que o adolescente fará suas principais escolhas da vida, como: profissão, conjunto de valores e religião. E quanto a religião, é importante pensar que, filho de crente não é crente, pois evangelho não é hereditário não. O adolescente precisa aceitar e seguir a Jesus como seu único e suficiente salvador por si próprio.

Bom, agora que já vimos a importância do líder nos grupos juvenis, quero entrar no assunto que julgo fundamental, que é a forma como o líder vê, percebe e interage com seus líderados. Ai você pode pensar: Porque isso é importante? Simples. Tem muitos líderes que enxergam os adolescentes como um bando de desviados rebeldes e querem a todo peso empurrar um evangelho de obrigações e privações que nem sequer ele mesmo suporta. Ai faço a clássica pergunta: será mesmo que esse cara vai desenvolver um trabalho eficaz com os garotos? Outra coisa é a forma como os líderes interagem com os adolescentes. Muitos chegam a desempenhar um papel de juízes, papel de pais autoritários, criticando e impondo restrições inúteis que apenas servirão para afastar a garotada da igreja. Que isso líder. Acorda antes que seja tarde meu filho.

Por isso destaco aqui dois importantes pontos de reflexão: a visão e a interação do líder quanto aos adolescentes.

Visão:

Quanto à visão, destaco que, a visão que um líder possui de uma pessoa ou um grupo pode e certamente moldara todas as ações relativas aquele grupo. Em outras palavras, a forma como você vê seu grupo determinara as ações que você tomara sobre ele. A questão é: como você vê seu grupo? Como uma oportunidade de crescimento no ministério? Ou você realmente sente-se apaixonado pelo trabalho que desenvolve ao ponto de criar um laço de amizade profundo com seus liderados, considerando-os como filhos? E mais que isso. Consegue amá-los independente de seus erros e fraquezas?

Meu amigo, com esse texto, quero apenas que você pense sobre que tipo de visão você tem sobre seus adolescentes. Se você os enxerga como um bando de rebeldes, infelizmente você é do tipo de pessoa que não sente o cheiro suave em meio aos espinhos das rosas. Enxergue seus adolescentes como o presente e futuro promissor de nossa igreja e veja-os como uma extensão de você. Afinal de contas, eles estão debaixo de sua liderança. Faça um pequeno teste e perceba se seu trabalho não mudará drasticamente com a mudança do seu olhar para eles. Experimente. Não tenha medo de mudanças. A sua visão de mundo moldara suas ações. Tente algo novo, pois afinal de contas, “tudo é possível ao que crer”.

Interação:

Quanto a interação, isso é uma questão de vida ou morte. Eu sempre aprendi com meu pai que respeito se conquista com respeito e não com autoritarismo e grosserias. Infelizmente muitos líderes não são capazes de resolver conflitos, umas das competências fundamentais para qualquer líder, e por isso, acabam agindo de forma irregular com seus liderados.

O adolescente e jovem biologicamente precisa de atenção, de pessoas que o ouçam, que entendam-no e que acima de tudo, o respeitem. Ele não precisa de um líder grosseiro que pensa que liderar é ditar regras a moda antiga. Têm líderes que pensam que estão comandando um pelotão do exército. Que isso meu irmão. Vai ler os ensinos de Jesus e aprenda com ele a fórmula da liderança eficaz, o amor.

O perfil ideal do líder juvenil é o cara que sabe ser amigo da gurizada e que ao mesmo tempo mantém uma relação de respeito com seus liderados. Já mencionei que liderança se constitui com respeito e não com autoritarismo e isso é fundamental para ganhar esta nova geração de jovens e adolescentes. Hoje em dia com o alargamento cada vez maior dos direitos humanos, ninguém mais permanece ligado a um grupo sem que o mesmo seja acolhedor e satisfatório para ele, o que não implica na perda dos valores cristãos, mas sim na excelência da liderança. Ninguém hoje é obrigado a nada líder. Você precisa ganhar o respeito e amor de seu grupo, e não impor medo e obrigações a ele.

Você líder juvenil, esteja atento as suas atitudes. Amor e carinho são mais satisfatórios e trazem melhores resultados que berros e grosserias. Compreensão é muito mais acolhedora do que um dedo apontado para o nariz. Tome cuidado líder, pelo amor de Deus. Trate as ovelhas de seu rebanho com respeito e você verá a diferença no relacionamento com o grupo.

Outras dicas:

Ouça opiniões; faca debates dos trabalhos realizados; jogue para o grupo o sucesso e o fracasso dos projetos realizados, tornando-os ativos no planejamento e nas decisões; converse com outros líderes e acolha boas idéias. Inove meu irmão! Saia do arroz com feijão. Com poucas ações você consegue mudar a forma como o seu grupo interage entre si. 

Saber interagir com o grupo. Isso é fundamental para o líder juvenil.

* As opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores
e não refletem, necessariamente, a opinião do Gospel Prime.


Autor(a)

Adriel Lemos Jeronimo

Adriel Lemos Jeronimo

E ai, gostou desse artigo? Então confere o Movimento de Virar a Cabeça no site Confere lá http://viraracabeca.com.br ... Você encontrará no site muitos outros artigos relacionados ao mundo cristão adolescente!! Acessa ai http://viraracabeca.com.br

+ Artigos - Twitter - facebook - Google - blog

Leia mais...

Aproveitando as oportunidades

Aproveitando as oportunidades

Masturbação... Pecado ou não?

Masturbação... Pecado ou não?

Tv brasileira estimula a aniquilação da família

Tv brasileira estimula a aniquilação da família

Você acredita no potencial de um adolescente? Será?

Você acredita no potencial de um adolescente? Será?


Comentários