Início » Jovem » Você acredita no potencial de um adolescente? Será?

Você acredita no potencial de um adolescente? Será?

Por Adriel Lemos Jeronimo


Você acredita? De verdade?

Gente, sinceramente, umas das coisas que acho mais interessante na vida de uma pessoa, da sociedade e do homem em geral são as expectativas e as falsas expectativas que giram em torno dela. O que é isso afinal? Basicamente, são as esperanças fundadas em promessas sobre algo, alguém, um objeto, sei – lá, o que você quiser. Falsas expectativas, logicamente então, são esperanças fundadas em promessas irreais, concepções erradas, distorcidas, equivocadas e por ai vai. Ai você se pergunta: o que isso tem a ver com adolescência. TUDO.

Hoje, o normal para a nossa sociedade (e quando digo nossa sociedade me refiro de eu e você), é que a fase da adolescência marcada irresponsabilidade, uma fase de “aborrescência”, e principalmente marcada pela falta de compromisso. Minha pergunta é: sempre foi assim?

Antes de qualquer coisa temos que pensar no termo adolescência, que não possui mais de 300 anos, enquanto que os termos “infância” e “adulto” existem há séculos. Antes, com o amadurecimento do corpo (adolescência), a pessoa se tornava adulta, direto, como se fosse um passe da infância para a “adultes”. Ai, a pouco menos de trezentos anos, quando o termo adolescência foi criado, junto com os direitos humanos para crianças e adolescentes,  trouxe consigo um estigma de que eles não são crianças e nem adultos, e assim não podem ser cobrados como adulto e nem mimados como criança. Complicado isso né. Mas enfim, só quero demonstrar que antigamente os adolescentes eram carregados de responsabilidades e compromissos, pois eram tratados como adultos e ao contrário do que muitas pessoas pensam, existem diversos adolescentes de doze, treze e quatorze anos que fizeram história no mundo inteiro. Ai você pode pensar que eles eram obrigados a tornarem-se adultos, cheios de compromissos e blábláblá, mas o ponto central de meu pensamento é que o adolescente pode e tem capacidade de enfrentar grandes desafios e sair vitorioso. Eu acredito nisso e levando a bandeira de que adolescentes, em média de quatorze anos em diante podem ter responsabilidades e tenho certeza que bem instruídos podem trazer ótimas resultados.

Trocando minhas palavras, o líder juvenil, aquele cuja responsabilidade está os adolescentes e jovens, tem o dever de acreditar de verdade no potencial deles e não entrar na onda da sociedade moderna do descrédito e das falsas expectativas para com eles. Acreditar no trabalho de um adolescente.  Mudar suas falsas expectativas sobre as pessoas para que estas possam corresponder ao que está se pedindo.

A grande verdade sobre o homem é que ele trabalha sobre as expectativas as quais ele carrega e por isso levanto uma grande bandeira contra a desvalorização de nossos adolescentes e essa estigma de irresponsabilidade e dês-compromisso que se coloca sobre ele. Isso é uma “onda” criada pelo mundo, pois isso nem sempre foi assim. Ai você vai me dizer: “aeh é porque você não conhece meus adolescentes”. Meu irmão, se você pensou isso você demonstra sua mediocridade e deixa claro suas falsas expectativas sobre eles. Eles vão corresponder àquilo que você esperar.

Uma curiosidade para complementar meu pensamento: você sabia que elefantes, depois de adultos, são amarrados pelas patas com uma pequena corda, laçada sobre uma pequena vara de madeira enterrada na terra. Não? Agora sabe então. Curioso né. Pois bem, agora imagine aquele animal enorme, pesando toneladas, usado em muitos locais da África para carregar arvores de várias toneladas, troncos gigantescos, amarrado apenas por uma frágil corda. Pensou? E mesmo que fosse a corda que quisesse, com o tronco de madeira que quisesse, isso seria fichinha para o grandalhão; e sabe porque ele não escapa? A explicação é o condicionamento psicológico que ele foi submetido quando ainda era pequeno. Quer saber? O elefante bebe é afastado da mãe e amarrado com uma corrente espessa em uma enorme árvore por vários dias. Naturalmente ele tenta fugir, ir ao encontro da mãe, mas como ainda é pequeno, não tem força suficiente, e cada vez que ele se esforça mais, a corrente de metal rasga ainda mais suas patas. Após algumas tentativas frustradas, o pequeno elefante desiste e nunca mais em sua vida ele vai tentar sair de uma “cerquinha” psicológica que foi criada em sua adolescência…. e toda vez que ele é amarrado pela pata direita, ele remonta psicologicamente sua experiência e “sabe” (pensa que sabe), que não vai conseguir. (Discovery Channel)

Pois bem, o que estamos fazendo com nossos adolescentes hoje em dia é a mesma coisa, pois você além de não acreditar, quer impor uma caminhão de sansões que impedem o coitado de crescer e se desenvolver. Irmão, eu fico horrorizado em pensar que há alguns anos o estudante de teologia era banalizado e taxado de desviado, pois teologia antigamente não era coisa de Deus. Quer ver então curso superior. Meus Deus…. Agora imagine se o elefante (nossos adolescentes) soubesse de sua força e saísse de seu mundinho em busca de sua liberdade? Isso seria fantástico, da mesma forma como pode ser fantástico para os adolescentes. Muitos deles pensam que não são nada além de um medíocre que assiste TV, joga vídeo-game e fica na internet o dia inteiro. E quem alimenta essa falsa expectativa de que a vida deles tem de ser assim? Nós. “aeh Adriel, meu filho faz natação, cursos e muito mais”. Meu irmão, não estou me referindo a isso e sim as responsabilidades e a coragem que a sociedade retira dos adolescentes. Fazer cursos é muito bom, mas se ele não se envolver em algo maior, mais completo e que possa lhe oferecer algum tipo de desafio, o curso pouco lhe servirá.

Meu irmão, Deus não chamou ninguém para a mediocridade e os adolescentes se enquadram nesse pensamento. Não dê espaço a essa visão ínfima desta fase e acredite neles. Faça você esse voto de confiança e mude suas expectativas sobre eles para ver a diferença de resultado. Muitos professores preparam as aulas de acordo com o nível cultural de seus alunos e assim impedem o crescimento deles. Uma experiência com dois professores demonstrou que a falsa expectativa criada pelo professor, limitou o potencial de aprendizado dos alunos. Como? Um professor foi informado que sua turma era nota 10 e por isso deveria exigir mais deles, e outro foi informado que sua turma era mediana e deveria trabalhar de acordo com seu nível, porém na verdade a verdade era o contrário, a turma excelente, foi desacreditada e a turma mediana foi motivada. E o resultado? Simples e você já sabe. A turma mediana, com a boa expectativa do professor rendeu muito mais do que a turma dos bons alunos e isso demonstra quão importante é a expectativas que as pessoas alimentam dos adolescentes. Se você pensa que ele é um inútil que não faz nada, ele foi fazer de acordo com sua expectativa. Agora encha ele de “responsa” e bota o “moleque” trabalhar (não trabalho formal), bota ele no compromisso pra ver o resultado. Hum, ai você vai ver a coisa andar líder.

Finalizando, trago uma historinha para encorajar você. Clara nasceu nos EUA em 1821 e quando tinha onze anos, algo mudou sua vida. Seu irmão mais velho sofreu um acidente e precisou de cuidados médicos por muitos meses. Clara, com apenas onze anos, implorou para a junta médica para cuidar do irmão no hospital e surpreendeu a todos com as habilidades que possuía e ganhava experiência a cada dia que cuidava dele. Uma menina de onze anos. Dois anos e meio se passou e quando ela já estava com quatorze anos, tornou-se a enfermeira da fazenda a qual seu pai cuidava, onde cuidou de muitos homens doentes e quando a varíola assolou os Estados Unidos, clara ajudou a cuidar de todos os homens de seu vilarejo. Você não sabe quem foi clara né? Clara Barton foi à fundadora da Cruz Vermelha nos Estados Unidos e ajudou a salvar milhares de pessoas em todo mundo.

Agora minha pergunta é: Qual sua visão sobre adolescência ??

 Adriel Lemos
[email protected]

* As opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores
e não refletem, necessariamente, a opinião do Gospel Prime.


Autor(a)

Adriel Lemos Jeronimo

Adriel Lemos Jeronimo

E ai, gostou desse artigo? Então confere o Movimento de Virar a Cabeça no site Confere lá http://viraracabeca.com.br ... Você encontrará no site muitos outros artigos relacionados ao mundo cristão adolescente!! Acessa ai http://viraracabeca.com.br

+ Artigos - blog

Leia mais...

Aproveitando as oportunidades

Aproveitando as oportunidades

Masturbação... Pecado ou não?

Masturbação... Pecado ou não?

Tv brasileira estimula a aniquilação da família

Tv brasileira estimula a aniquilação da família

O perfil do líder juvenil!

O perfil do líder juvenil!


Comentários

Comentários

  1. Deborah Vaz

    Otimo artigo ! Parabéns!

  2. Rodrigo Santos

    bacana.

  3. Willames Araujo Nunes

    vc foi muitissimo felizzz no seu trabalho ! obrigada!!1

  4. Priscilla Vicente

    lindo

  5. Laerte Prado

    sao dicas que certamente vai nos ajudar a fazer o trabalho
    do nosso DEUS prospera, e enriquecer a vida dos jovens liderados…

  6. Voz Adolescentes

    Gostei muito das dicas, trabalho com 57 adolescentes na minha igreja, confesso que algumas vezes me sentir impotente diante de tanta diversidade, é necessário amar profundamente esse ministério caso contrário não haverá frutos a colher.
    e mais, tenho dois especiais no grupo, e que torna o trabalho ainda mais cuidadoso.