A peneira do diabo

E se sua vida fosse peneirada?


A peneira do diabo

 “Simão, Simão, eis que Satanás já recebeu autorização para vos peneirar como trigo! Eu, entretanto, roguei por ti, para que a tua fé não se esgote; tu pois, quando te converteres, fortalece os teus irmãos!” Mas Pedro replicou: “Senhor! Estou pronto a ir contigo, tanto para a prisão quanto para a morte”. Contudo, predisse-lhe Jesus: “Asseguro-te, Pedro, que antes que o galo cante hoje, três vezes negarás que me conheces!” Lc 22.31-34

Nunca devemos nos esquecer que há concílios no céu e que, ao que parece, Satanás tem algum acesso à eles.

Aparentemente houve concílio para a criação do homem (façamos o homem… Gn 1), para a derrocada da Torre de Babel (vinde, desçamos e confundamos… Gn 11) e para a determinante prova de Jó, onde as escrituras narram o Adversário em pleno acesso ao concílio celestial (Jó 1).

Abrindo um parêntese, se este “infeliz” tem acesso aos concílios celestiais, que dirá às nossas reuniões, cultos, vida em família, social, etc, principalmente quando há legalidades.

A propósito, o “pai da mentira” trabalha sempre com verdades, principalmente aquelas que depõem contra nós. Afinal de contas ele é o Acusador, e foi trabalhando com verdades que ele conseguiu autorização pra tocar em Jó. Enquanto o Criador se orgulha de ter um servo bom como Jó, o Acusador traz suas verdades:

“Será que Jó teme a Deus sem outras intenções? Porventura não ergueste uma cerca protetora em volta dele, de sua família e de tudo o que ele possui? Tu, pessoalmente, tens abençoado todas as obras das mãos desse homem, de maneira que os seus rebanhos estão espalhados por toda a terra. Entretanto, estende a tua mão e fere tudo que ele tem, e com certeza ele te amaldiçoará e blasfemará diante da tua face!” Jó 1.09-11

Sob a atmosfera destas afirmações, quero que você, leitor, venha comigo em uma especulação para compreendermos o versículo que lemos inicialmente. Leia novamente, por favor, o versículo inicial e me acompanhe na especulação de um concílio celestial que não está registrado nas escrituras, mas que eu consigo imaginar com muita tranquilidade, que respalda e esclarece esta enigmática fala de Jesus a Pedro. Após a sugestiva especulação deste autor, tornaremos ao texto e à tônica deste artigo.

– Tem visto meu Filho inaugurando Nosso reino sobre a terra e DESFAZENDO TUAS OBRAS?

– Sim, reverendíssimo Criador! Tenho acompanhado bem de perto. E, a propósito, tenho ressalvas sobre tudo o que está a acontecer lá em baixo, e tenho sugestões do que fazer, a partir de Tua própria JUSTIÇA.

– Como assim, Que sugestões?

– Ou o Senhor, com todo respeito, anula tudo o que está havendo, ou permita-me passar minha peneira neles (nos 12), pois há quem me sirva no meio deles e isto é, no mínimo, incoerente, pois dizem que vieram desfazer as minhas obras. “Quem comigo não ajunta, espalha” (riso sarcástico).

– Quem te serve além daquele que vai trair, e com base em quais acusações você faz tal afirmação?

– Tem um lá que joga toda hora no meu time: Simão. Chega a ser patético o que vou expor-lhe.

– Prossiga…

– Ele é violento, anda com uma espada. A qualquer momento vai ferir alguém, pois não tem domínio próprio. (No mesmo cap 22 ele fere o soldado na orelha). Como manter alguém assim no time que, em tese, calça as “sandálias do Evangelho DA PAZ”? Ele também é uma espécie de anticristo, pois ao mesmo tempo em que ele declarou que Teu Filho era o Cristo, passos à frente sugeriu que Ele não aceitasse tal missão, que era morrer. Eu, particularmente, amei a ideia. Na verdade ela foi minha e ele aceitou falar aquilo pro Teu Filho. Comportamento incoerente com o discurso, configurando explícita hipocrisia.

Ele também é muito covarde e ao mesmo tempo afoito, tornando-se mentiroso. Pediu a seu Mestre pra andar sobre as águas, mas afundou por medo. Tenho certeza que ele vai negar Teu Filho na primeira pressão que colocarem nele, e nem estou falando de pressão das autoridades, qualquer mulherzinha que pressionar vai fazer ele “pipocar”. Sei que isto não te agrada, pois Tua proposta é que teus “filhos” tenham um espírito de ousadia, coisa que ele não tem, e ainda sei que o Senhor irá punir os tímidos no fim. Ah, falando em tímidos, ele é muito ruim com a oração, além de não jejuar. Teu filho o chamou várias vezes para orar e ele só dorme. Que lástima. Ainda tenho outras queixas dele, ó JUSTÍSSIMO, mas francamente, baseados só nestes fatos, te faço uma pergunta: Como manter em teu grupo de santos, uma pessoa que andou 3 anos AO LADO de Teu Filho, comendo, aprendendo, orando, dormindo, etc, mas que não se permitiu CONVERTER-SE? Acho injusto que ele permaneça e te peço autorização para PENEIRAR os 12 e lançar fora os “pedregulhos”, afinal de contas Teu Filho afirmou que SAL QUE NÃO TEMPERA só serve para ser lançado fora e pisado pelos homens. Afirmou ainda que ramo enxertado na Videira que não dá fruto tem que ser cortado e lançado fora para queimar. Tenho autorização pra passar a peneira ou o Senhor não anda assim tão justo como antes?

– Tem a autorização.

Não desmerecendo a total graça salvífica e a obra redentora que nos justifica, se o mesmo sagaz diabo viesse passar uma peneira agora, você tem a consciência que passaria ou que ficaria em cima, como um pedregulho, por não estar convertido(a)?

Faça o seguinte, pegue você mesmo(a) agora uma peneira e passe na sua consciência. Os pedregulhos que ficarem em cima (pensamentos e comportamentos incoerentes com a vida de um discípulo de Jesus), JOGUE FORA e renda-se à conversão promovida pelo Espírito, a partir de tua decisão, e viva uma vida NOVA que glorifica a Deus EM TUDO.



Douglass Suckow

Douglass Suckow

Douglass Suckow 41 anos, é pastor na Igreja Metodista Wesleyana em Porto Velho-RO desde 2010. Casado com Luciana Neves, tem 03 filhos, Jade (18), Lucas (15) e Henrique (07). É escritor de revistas de Escola Bíblica para pré adolescentes pelo Centro de Publicações da Igreja Metodista Wesleyana (RJ). Estuda Teologia pelo Centro Universitário Internacional (UNINTER) e é idealizador de um canal no Youtube: Pastor Douglass


Deixe seu comentário!