Ame o Brasil!

“Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem.” Rm 12:21


Ame o Brasil!

Vivemos uma quadra bastante conturbada em nossa nação. Somos atacados e humilhados como povo a todo instante. Nossa pátria tem sido saqueada sem pudor ou piedade anos a fio; isso vem desde nossa colonização, e parece que simplesmente nos acostumamos em termos nosso patriotismo roubado a cada dia.

Somos um país verdadeiramente abençoado por Deus! Não sofremos tragédias naturais de maneira contumaz, temos um excelente clima, alimento em abundância, a maior reserva de água doce do mundo, temos petróleo, um vasto território, uma população (mercado interno) considerável, além de sermos um povo extremamente criativo e talentoso! Temos um país de grandes oportunidades e um dos povos mais solidários do mundo! Você consegue ver como nossa pátria é verdadeiramente abençoada por Deus?

Todavia, nós como povo, muitas vezes, temos vergonha de sermos brasileiros. Precisamos entender que devemos amar nosso país! Somos muito mais do que políticos ou escândalos, carnaval ou futebol (apesar de que o futebol nos orgulha muito). Precisamos nos unir como nação; precisamos ter esperança no futuro; precisamos acreditar e pautar nosso país sob valores éticos e morais! Certa feita, Rui Barbosa disse a seguinte frase: “Tenho vergonha de ser honesto”. Muitos brasileiros têm vivido de tal modo que a corrupção simplesmente se tornou parte de seu dia-a-dia. Chegamos em um momento decisivo de nossa História como nação. Não se engane, Deus ama tanto o nosso país que mostrou a sujeira que existia debaixo do tapete! Agora cabe a nós, unidos, não deixar que malfeitores e corruptos matem nossa nação.

E isso só pode ocorrer com uma mudança profunda em cada um de nós. Costumo dizer que se você fura fila, se não devolve o troco que recebeu a mais, se tenta enganar a Receita Federal, ou de forma mais direta, se você simplesmente mente, então você é tão corrupto quanto qualquer outro. Ora, você só está sendo corrupto em seu ambiente de alcance e, se for colocado em ambientes mais abrangentes, será corrupto da mesma forma, em escala maior.

As coisas são muito simples. Veja um exemplo: Você anda acima da velocidade em uma via. É multado e então recorre contando uma mentira qualquer (que estava em uma emergência médica, que seu carro foi clonado, etc), ou seja, você é um corrupto! Você sabe a verdade, mas é ao mesmo tempo, corruptor e corrupto de si mesmo. Como você poderia, de alguma forma, reclamar dos políticos?

Uma das maiores desgraças do Brasil é o tal “jeitinho brasileiro”, que está mais para jeitinho do diabo. Não há jeitinho. O certo é certo, e o errado é errado. Simples assim!

Precisamos de pessoas honestas na política, na educação, nas artes, nas polícias, no serviço público, nas empresas, nas ONGs, nas associações e nos sindicatos. Falando um pouco da política, penso que os interesses do país deveriam ser apartidários, ou multipartidários. O bem do Brasil vem acima da ideologia partidária, ou se se é governo ou oposição. Estamos falando do bem de nossos filhos, amigos, parentes e compatriotas. Por que isso é tão difícil de ser vivido pela classe política? Eu respondo: porque eles esqueceram que, antes de serem políticos, são brasileiros, e que deveriam verdadeiramente amar o seu país!

Sabe, eu fui militar de carreira do Exército Brasileiro, e ainda hoje me arrepio ao ouvir o Hino Nacional “Verás que um filho teu não foge à luta… Dos filhos deste solo és mãe gentil, Pátria amada, Brasil.” Quantos têm até vergonha de cantar o Hino do Brasil? Quantos nem o sabem? Nos Estados Unidos, os militares são honrosamente admirados. Quando se reconhece um soldado das Forças Armadas, todos o agradecem por defender a paz em seu país, e por ir para a guerra no lugar dos civis. Já aqui no Brasil, os militares são hostilizados, rechaçados e vilipendiados. Sob o fantasma da ditadura militar, esquece-se o valor desses homens e mulheres que amam o Brasil muito mais que os seus críticos. Você acha que o período do regime militar foi ruim? De fato foi mesmo! Houve muitos erros, mas a verdade precisa ser dita: graças a esse período, não somos uma “Cuba” na América do Sul.

Eu amo o meu país! Não somos menores ou piores do que qualquer outro país nesse mundo. O problema está no fato de não acreditarmos ou não termos mais esperança, consequência dos constantes saques que sofremos pela classe política. Sabe como isso se resolve? Participe das decisões políticas! Exerça sua cidadania. Escolha representantes não pela conta de água que foi paga, mas pelas propostas, valores e História do seu representante. Escolha verdadeiros brasileiros, que amem o Brasil!

Precisamos acabar com a flexibilização à corrupção. Corrupção deve ser tratada igual ao pecado, sem concessões. Para o pecado, arrependimento e perdão de nosso Senhor; para a corrupção, cadeia!

Seja honesto. Seja ético. Não minta e não aceite a mentira. Acredite em sua pátria. Ame o Brasil. Tenha orgulho de nossa nação. Faça a diferença em seu meio e exerça sua Cidadania, escolhendo verdadeiros brasileiros para o Legislativo e para o Executivo, e acompanhando as indicações para o Judiciário.

Não podemos desanimar perante o mal que está posto diante dos nossos olhos, antes, como o Apóstolo Paulo disse, vença o mal com o bem!

Que o Senhor Jesus abençoe nossa pátria amada!



Hélio Roberto

Hélio Roberto

Casado com Hellen Sousa e pai da princesa Acsa Sousa. Servidor Público Federal, graduado em Teologia e em Gestão Pública, e estudante de Direito. Diácono e Líder do Ministério de Acolhimento da Igreja Batista Cristã de Brasília. Contato para ministração e estudos bíblicos: [email protected]


Deixe seu comentário!