Bebendo suco de laranja para a glória de Deus

“Quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus”.


Bebendo suco de laranja para a glória de Deus

Quando me perguntam certa vez: “A doutrina de depravação total é bíblica?”, minha resposta foi apenas “sim”. Uma das coisas que tentei dizer com esta resposta é que todas as nossas ações [sem a graça salvadora] são moralmente ruins. Em outras palavras, tudo o que um incrédulo faz é pecaminoso e, portanto, inaceitável a Deus.

Sabe, uma de minhas razões para crer nisto está em 1 Coríntios 10.31: “Quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus”. Eu pergunto: “É pecado desobedecermos este mandamento das Escrituras?”, a resposta e igualmente “sim”.

Por isso, cheguei a uma triste conclusão: é pecado alguém comer, beber, ou fazer qualquer outra coisa, se isso NÃO for para a glória de Deus. Em outras palavras, o pecado não é apenas uma lista de coisas prejudiciais (como matar, roubar, etc.). Pecado é quando deixamos Deus fora das coisas mais triviais de nossa vida. Pecado é qualquer coisa que façamos, que não seja para a glória de Deus.

Mas e o que os incrédulos fazem para a glória de Deus? Nada. Consequentemente, tudo o que eles fazem é pecaminoso. É isso que tento explicar quando afirmo que, sem a graça salvadora, tudo que fazemos é moralmente ruim.

Alguns então podem replicar com um questionamento prático: como podemos “comer e beber” para a glória de Deus? Pensemos em algo, por exemplo, como beber suco de laranja no café da manhã.

Uma das respostas está em 1 Timóteo 4.3-5: “proíbem o casamento e o consumo de alimentos que Deus criou para serem recebidos com ação de graças pelos que creem e conhecem a verdade. Pois tudo o que Deus criou é bom, e nada deve ser rejeitado, se for recebido com ação de graças, pois é santificado pela palavra de Deus e pela oração”.

Então, o suco de laranja foi criado “para ser recebido com ações de graças, pelos fiéis e pelos  que conhecem plenamente a verdade”. Portanto, os incrédulos não podem sequer usar o suco de laranja para cumprir o propósito de Deus – ou seja, uma ocasião para ações de graça sinceras, dirigidas a Ele, vindas de um coração cheio de fé.

Mas os crentes podem, e assim é que eles glorificam a Deus. Até o suco de laranja que eles bebem é santificado “pela palavra de Deus e pela oração”. A Palavra de Deus ensina que o suco e nossa força para bebê-lo, são uma dádiva gratuita de Deus (1 Co 4:7, 1 Pe 4:11). A oração é a nossa humilde resposta de agradecimento. Crer nesta verdade, nos apresentada pela Palavra de Deus, e oferecer ações de graça, em oração, é uma das maneiras que podemos  beber suco de laranja para a glória de Deus.

A outra maneira é bebermos com amor. Por exemplo, não insista em ficar com a porção maior. Isto é ensinado no contexto de 1 Co 10:33: “Assim como também eu procuro, em tudo, ser agradável a todos, não buscando o meu próprio interesse, mas o de muitos, para que sejam salvos”. “Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo” (1 Co 11:1). Tudo o que fazemos – incluindo beber suco de laranja – pode ser feito com a intenção e a esperança de que será proveitoso para muitos, a fim de que sejam salvos.

Louvemos a Deus pois, pela sua graça, fomos libertos da ruína completa de todos os nossos atos. Façamos tudo, quer comamos, quer bebamos, para a glória de nosso grande Deus!

Artigo de John Piper traduzido por Gospel Prime, disponível em www.desiringgod.org/articles/how-to-drink-orange-juice-to-the-glory-of-god



John Piper

John Piper

John Piper é fundador e professor do desiringGod.org e chanceler da Bethlehem College & Seminary. Durante 33 anos serviu como pastor da Bethlehem Baptist Church, Minneapolis, Minnesota. Ele é autor de mais de 50 livros.


Deixe seu comentário!