Conselhos bíblicos para 2018

Que o espírito de ânimo e de fé que melhores dias virão nos tome neste 2018.


Conselhos bíblicos para 2018

No último dia do ano, eu me lembrei de uma frase célebre que é atribuída ao físico Albert Einstein, que diz: “Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”. Ou seja, ao invés de desejar apenas feliz ano-novo, poderíamos desejar felizes atitudes novas, pois o novo ano será igual ao 2017, se as nossas atitudes continuarem as mesmas.

E o interessante é que a Bíblia nos traz  conselhos valiosos para o ano novo, como li hoje em uma rede social, que arrolava dez deles, e compartilho com os irmãos:

  • Não prometa o que não vai cumprir – Mateus 5:17;
  • Organize o seu tempo – Eclesiastes 3:1;
  • Seja gentil e educado (com licença, por favor, obrigado, me desculpe) – Romanos 12:20.21;
  • Controle suas palavras – Efésios 4:29;
  • Valorize o seu dinheiro, não gaste mais do que ganha e nem desperdice – Gênesis 41:47-49, 53-57;
  • Encontre alguém para ajudar – Eclesiastes 11:12;
  • Honre e respeite sua família – Gênesis 47:11,12 e 1o Timóteo 5:8;
  • Persevere e não abandone os projetos pela metade – Daniel 12:13;
  • Seja otimista, veja o lado bom da vida e tire lições dos desafios – João 16:33;
  • Assuma um verdadeiro compromisso com Deus – Mateus 6:33.

E que unido a tudo isso, que possamos estar nos ajudando, sendo solidários uns para com os outros. Quando falo isso, me recordo do que li no livro que finalizei hoje, dia 31 de dezembro. O livro é chamado DIÁRIOS DE RAQQA, que conta o dia a dia de um ex-morador desta cidade situada na Síria que foi durante um tempo a autoproclamada capital do Daesh, como eles chamam ali o Estado Islâmico.

E uma passagem que me tocou muito foi quando o autor menciona que apesar de muitos ali estarem com os corpos mutilados da guerra, não estão praguejando contra Deus ou contra a vida, mas, sim, ajudando um ao outro nas grandes dificuldades que eles estão vivenciando ali e isso tem tornado a vida um pouco mais leve. Que esse mesmo espírito de ânimo e de fé que melhores dias virão nos tome neste 2018. É o que desejo a todos.



Leandro Bueno

Leandro Bueno

Procurador da Fazenda/Professor. Membro da Igreja Presbiteriana do Brasil


Deixe seu comentário!