Cuidado com a “mulher de Potifar”

Cada um, porém, é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência; então a concupiscência, havendo concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte. (Tiago 1:14).


Cuidado com a "mulher de Potifar"

Desde que o meu esposo comprou este escravo Hebreu, não paro de pensar nele. Observo como é educado, como é formoso de vista, tenho olhado de uma forma diferente, até me insinuo para ele, mas parece que ele não percebe o que eu desejo. Gênesis 39:6

Basta uma oportunidade, apenas uma que colocarei minhas mãos sobre ele e colocarei em prática os meus pensamentos. De hoje não passa, aproveitarei este momento, pois meu esposo não está em casa, nem os criados, nem os empregados estão. Gênesis 39:11.



De repente entra na casa de Potifar o jovem Hebreu José, realmente era bonitão, formoso de vista, mas, porém “temente a Deus” e isto fazia toda a diferença. E, por isto ela não esperava.

Como era de costume José estava com total acesso na casa de Potifar, tudo estava sobre seu comando. Ele governava plenamente os seus servos, criados e Potifar tinha total confiança nele.

Mas o Jovem Hebreu não contava com a armadilha que a esposa de Potifar estava planejando. Surge então o elemento “Surpresa”



Após ter entrado em casa surge em sua frente, ela. Ataviada e decidida a fazer o que já havia elaborado em seus pensamentos. Violentamente agarra o jovem Hebreu, ofegante e quase parando de respirar, olha com seus olhos adúlteros aquela presa tão fácil e cheirosa na sua frente. Certamente pensou a mulher de Potifar: Ninguém irá ver, ninguém saberá o que vai acontecer aqui dentro, esta é a minha grande chance. Tenta persuadi-lo em vão, para deitar-se com ele na cama de seu esposo. Gênesis 39:7, Gênesis 39:12.

Ela não acredita no que está vendo, José então foge… corre….corre da armadilha.

Outro dia estava comentando sobre este episódio e a oportunidade que José teve de fugir. Alguém me respondeu: Olha que oportunidade? Até então eu pensei que se tratava da fuga, mas estava enganado. Era a oportunidade de se deitar com a mulher de Potifar, misericórdia, quantos homens pensam assim?

O Jovem Hebreu era temente a Deus, realmente ele correu, não pra cima, mas pra bem longe desta armadilha. Para conhecer melhor que tipo de armadilha é esta, Leia: Provérbios 7:5-27, Provérbios 5:19-20.

A melhor opção é fugir.
Quantos Jovens vivem situações como esta relatada nesta mensagem? Quantos homens laçados, envolvidos e destruídos por perderem a oportunidade de correr e darem ouvidos a supostas “Mulheres de Potifar”?

Não sei o que podemos classificar como “Mulher de Potifar”; de repente:

As drogas, O alcoolismo, A pornografia, O homossexualismo, ou qualquer outra “armadilha” armada e maquinada para destruir o homem, e sua família.

Existem situações incontroláveis onde a única opção é fugir, aproveitando o escape, passar de largo desta situação. Quantas oportunidades Deus tem dado aos jovens para que eles fujam e os mesmos se entregam de corpo e alma a “esposa de Potifar”?

Vale a pena ser temente a Deus, imagina se o Jovem Hebreu tivesse cedido à tentação? Imagina o que teria acontecido com sua família mais a frente?

Talvez você diga: Será que valeu a pena ele ter fugido? Mesmo sendo temente a Deus, foi injustiçado, condenado lançado no cativeiro e esquecido por dois anos lá, sem ter culpa alguma. Valeu a pena, pois Deus não vê como o homem vê, Deus enxerga o presente e o futuro ao mesmo tempo. Basta ler todo o capítulo que verás que momento algum Deus desamparou a José.

Ao contrário tudo que José fazia o Senhor era com ele fazendo prosperar no Egito. Gênesis 39:2-4, Gênesis 39:21.

Prezados Irmãos sempre virá o escape, creia nisto. Deus sabe até onde podemos suportar e sua promessa é que estaria abrindo uma porta de escape para que possamos correr, fugir das armadilhas feitas pelo diabo.

Devemos colocar isto em nossa mente: Com o pecado não se brinca, com o pecado não se negocia, com o pecado não se dialoga.

Bem-aventurado o homem que suporta a provação; porque, depois de aprovado, receberá a coroa da vida, que o Senhor prometeu aos que o amam.

Ninguém, sendo tentado, diga: Sou tentado por Deus; porque Deus não pode ser tentado pelo mal e ele a ninguém tenta. Cada um, porém, é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência; então a concupiscência, havendo concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte. Tiago 1:12-15

Deus te abençoe ricamente.

Por Josiel Dias



Josiel Dias

Josiel Dias

Sou Cristão evangélico, Presbítero da Igreja Congregacional em Alcântara São Gonçalo RJ, Blogueiro ,[Mensagem Edificante para Alma] Servo por misericórdia, Salvo pela Graça.


Deixe seu comentário!