MENU

Desafios do ministério infantil

A intenção do ensino secular é que as crianças se pareçam cada vez menos com Deus, e como combater esta estratégia maligna?


Desafios do ministério infantil

O Ministério Infantil apresenta algumas características diferentes de outros ministérios, e talvez até por isso, seja tratado por muitas pessoas de forma limitada. Um dos motivos, pode ser o jeito de falar com elas que é bem simples se comparado com os adultos.

Não precisa de muito argumento nem de técnicas elaboradas. Se souber como se aproximar delas você consegue muitos progressos. Ainda assim, professores se desesperam quando têm de “enfrentar” uma turma na escola dominical, culto do lar, célula ou culto infantil por não saber como lidar. E quando a ficha cai, percebem o nível do problema e se perguntam: “O que é que eu vou fazer?”.

Outra questão é a educação, onde existem aqueles que não tem a menor noção de como educar os filhos ou ensinar a bíblia a eles, transferindo esta tarefa para os “tios” da igreja. É visível que a moda de terceirizar (deixar para outras pessoas) a educação, invadiu também a igreja, onde manter a organização dos cultos se torna uma tarefa difícil, já que a equipe da igreja não tem autoridade para “disciplinar” as crianças e elas, por sua vez, dizem que os pais as deixam ficar no pátio ou nas dependências da igreja.

Há líderes que assumem um ministério e não sabem por onde começar e quando começam não sabem como dar continuidade, aí surge o maior problema. Enquanto se perde tempo sem saber o que fazer, o mundo investe em todo o tempo para ensinar às crianças como se comportar.

Nas escolas, na TV, nas redes sociais…Tudo gira em torno de “ensinar” às crianças a desconstrução de valores desde a mais tenra idade.

Uma triste realidade

Na educação secular, por exemplo, a qualidade do ensino é medida pela quantidade de horas que a criança permanece na escola. A média é de cinco horas por dia e duzentos dias de aula, ou seja, mil horas de ensinamento secular desde a alfabetização por ano. Dos 6 aos 17 anos são aproximadamente onze mil horas de ensino secular.

Sem contar TV e redes sociais, ensinando homossexualidade, valores não-cristãos e até ateísmo. Enquanto isso, o tempo destinado ao ensino da Palavra de Deus, não se aproxima de 1% do total de horas de uma semana.

Para agravar a situação, os filhos que não vão bem na escola são enviados para o reforço e os únicos que fazem força neste processo são os professores. E tem gente brincando com a educação dos filhos! Existem pais que nunca sentam com seus filhos para ensinar a bíblia e querem filhos cristãos…

A intenção do ensino secular é que as crianças se pareçam cada vez menos com Deus, e como combater esta estratégia maligna? A solução é a perseverança, este é o maior desafio. Manter a consistência no ensino ou melhorar a qualidade do que já é feito.

A perseverança é o único meio

Para perseverar é necessário que se mantenha o foco. E manter o foco dá trabalho. A tecnologia está aí para nos ajudar a recuperar o tempo, mas, infelizmente, alguns não despertaram para isso. Hoje, a informação vem até nós! É muito mais fácil aprender a ensinar.

Perseverar é manter a constância (Continuar tentando!). Devemos ser constantes em tudo, mas principalmente na educação das crianças, pois elas são a próxima geração.

O sucesso na vida cristã é medido pela qualidade de quem nos substitui. Quem virá depois de mim? Quem eu vou treinar para assumir o meu lugar? As crianças de hoje serão os adultos de amanhã e os membros da igreja que deixaremos como herança para a sociedade. Salomão só pediu sabedoria aos 16 anos porque seu pai, o rei Davi, perseverou e o ensinou, como se vê em Provérbios 4:3-13:

“Porque eu era filho tenro na companhia de meu pai, e único diante de minha mãe.
E ele me ensinava e me dizia: Retenha o teu coração as minhas palavras; guarda os meus mandamentos, e vive. Adquire sabedoria, adquire inteligência, e não te esqueças nem te apartes das palavras da minha boca. Não a abandones e ela te guardará; ama-a, e ela te protegerá. A sabedoria é a coisa principal; adquire, pois, a sabedoria, emprega tudo o que possuis na aquisição de entendimento. Exalta-a, e ela te exaltará; e, abraçando-a tu, ela te honrará. Dará à tua cabeça um diadema de graça e uma coroa de glória te entregará. Ouve, filho meu, e aceita as minhas palavras, e se multiplicarão os anos da tua vida. No caminho da sabedoria te ensinei, e por veredas de retidão te fiz andar. Por elas andando, não se embaraçarão os teus passos; e se correres não tropeçarás. Apega-te à instrução e não a largues; guarda-a, porque ela é a tua vida.”

Não podemos parar até encontrar um caminho que seja mais poderoso do que o traçado pelos meios seculares. Nós sabemos quem é, só precisamos fazer d’Ele (Jesus) o único e verdadeiro para nossas crianças. Talvez assim, consigamos enxergar um futuro completamente diferente deste que insiste em ser desenhado por quem luta todos os dias contra a igreja do nosso Senhor…



Líder do Ministério Infantil Santidade Kids, no Ministério Internacional da Santidade em Duque de Caxias, Rio de Janeiro; Professor na rede Estadual de educação; Atuou como Coordenador Pedagógico também na rede Estadual.

Assuntos: ,


Deixe sua opinião!