MENU

E se Deus não fizer…

Embora Deus tenha operado, opere e continue operando milagres em favor de seu povo, haverá ocasiões em que o Eterno não quererá operá-los


Jovem olhando pro céu
E se Deus não fizer...

Nas Escrituras, há registros de acontecimentos em que Deus agiu em favor de Israel, bem como de seus filhos em Cristo. Embora encontremos textos maravilhosos de milagres do Senhor e fiquemos regozijados, a Bíblia também traz-nos passagens que revelam que “nem só de vitórias viverá o homem”.

Sem dúvida, receber bênçãos divinas é excelente. No deserto, por exemplo, durante quarenta anos, o Senhor operou milagres em prol dos israelitas: abriu o Mar vermelho (Êx 14.21, 27-31), transformou águas amargas em águas doces (Êx 15.25), mandou o maná durante os quarenta anos de peregrinação no deserto (Êx 16.4, 13-15; Dt 8.3; Js 5.12), derrubou a muralha de Jericó (Js 6.1-27). Enfim, houve inúmeros milagres de Deus, autenticando suas bênçãos sobre o seu povo peculiar.

Leia mais

Por seu turno, no Novo Testamento, lemos os milagres de Jesus como respostas de Deus para as necessidades físicas, materiais e espirituais das pessoas de seu tempo: curou (Mt 8.1-4; 9.27-34; 12.13), expulsou demônios (Mc 9.14-28), deu livramentos de morte (Mt 8.23-27), multiplicou pães e peixes (Mt 14.13-21; 15.29-39), transformou água em vinho (Jo 2.1-12), ressuscitou mortos (Lc 7.11-17; Jo 11.1-45) e mudou radicalmente a vida de muitas pessoas (Lc 4.14-21).

Ao longo dos milênios, apesar de o Senhor ter agido a favor das pessoas, esta atitude de Deus não se mostra, nas Escrituras, uma regra infalível. A titulo de exemplo, não obstante Jó ter sido abençoado em dobro por Deus após ter passado por terríveis tribulações, não recebeu de volta os seus primeiros filhos (Jó 1.2, 18-19; 42.13). Não teve seus filhos ressuscitados pelo Autor da Vida. Restou-lhe apenas saudades…

Outro fato digno de nota é o registro da morte do profeta Eliseu. Em Reis 13.14, está escrito que “Eliseu estava doente da sua doença de que morreu”. O sucessor de Elias partiu desta Terra por causa de uma enfermidade. Por conseguinte, este fato leva-nos a seguinte indagação: Será que Eliseu orou a Deus para ser curado? Possivelmente.

Já o apóstolo Paulo, enquanto sofria com um “espinho na carne”, orou três vezes ao Senhor para se ver livre desse tormento, porém, sem a resposta que esperava: “A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza” (2 Co 12.9), disse-lhe o Senhor.

Vimos que, embora Deus tenha operado, opere e continue operando milagres em favor de seu povo, haverá ocasiões em que o Eterno não quererá operá-los, por causa de sua soberania: “Mas, ó homem, quem és tu, que a Deus replicas? Porventura, a coisa formada dirá ao que a formou: Por que me fizeste assim” (Rm 9.20). Na verdade, precisamos entender que “todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados por seu decreto” (Rm 8.28).



33 anos; casado com Marcela Souza; servo do Senhor e Salvador Jesus Cristo. É pedagogo e pós-graduado em Coordenação Pedagógica.

Assuntos:


Deixe seu comentário!


Mais notícias