A minha igreja cura mais do que a sua

É necessário que ele cresça e que eu diminua. João 3:30 A Reforma protestante foi sem duvidas um marco no...


É necessário que ele cresça e que eu diminua. João 3:30

A Reforma protestante foi sem duvidas um marco no cristianismo no século XV. Após a reforma éramos conhecidos como “cristãos protestantes”. Protestávamos contra as indulgências, contra o abuso do poder que a Igreja Romana tinha sobre os fieis.

Protestávamos contra compra de salvação, protestávamos contra a idolatria, contra praticas pagãs, arruda, água benta, sal grosso e tantas outras heresias da época. Passados mais de 500 anos, os tais conhecidos “cristãos protestantes” mudaram sua nomenclatura, para cristão gospel, evangélicos ou simplesmente cristãos.


  Programa que ensina a Bíblia vira febre na Internet


Deixamos, sem perceber, os protestos e passamos a incorporar tais práticas, tais heresias, tais amuletos que tanto falávamos contra. Perdemos nossa maior marca, que era “Jesus como centro da igreja” e o evangelho simples e puro.

Perdemos o que significa “dê de graça o que recebeste de graça”. O dom gratuito virou quem paga mais, viramos verdadeiros “marqueteiros” do evangelho.

Concordo que crescemos além da conta, tomamos o nosso Brasil de ponta a ponta. Concordo que temos outro status diante a sociedade Brasileira, não somos mais minorias como há 40 anos. Conquistamos a política, temos representantes em toda base política. Sim! E daí? Eu te pergunto: Qual é o real papel da igreja de Cristo?

Menos propaganda, mais testemunho

Não tenho dúvidas que a imagem acima desta postagem, por si só, já conta todo o contexto. Voltamos à pergunta desta postagem: Quem cura mais? Creio que Deus continua sendo o mesmo ontem, hoje e sempre será.

Deus não tem nenhum compromisso com nenhuma placa, ou instituição religiosa. Deus tem compromisso com o crente fiel, o adorador que adora em espírito e em verdade.

Ele cura tanto na igreja (A) como na (B) como na (C), como cura também, nos hospitais, como também cura nas casas, como em qualquer outro lugar. Deus opera e não está limitado a nenhuma igreja, parede, ou denominação, nem, muito menos, nas religiões.

O grande problema é quando a denominação se intitula portadora da única e exclusiva verdade, isso a Bíblia reprova. Aí o que eles fazem? Tome marketing, tome outdoor, tome propaganda. Vale o ditado: “A propaganda é a alma do negócio”. Não é o que vemos? Como ter um bom negócio sem a propaganda?.

Não entendo e nunca entenderei uma “igreja” que se estabelece ao lado de outras duas, isso mesmo que você acaba de ler. Quando digo ao lado de outras duas não é ao lado distante da mesma rua, mas parede por parede. Ou seja, se o fiel da igreja do meio (B), descuidar ele entra na igreja (C) . Desconfio da [instituição igreja] que tem estampado foto gigantesca de seu “líder espiritual”. Desconfio de “igrejas” que não tenham o “CRISTO” como centro de sua liturgia.

Como gostaria que estes líderes falassem com o Profeta João: Que [Ele]Jesus cresça e eu diminua. “É necessário que ele cresça e que eu diminua”. João 3:30

Mais evangelho, menos negócio.

E também houve entre o povo “falsos profetas”, como entre vós haverá também “falsos doutores”, que introduzirão encobertamente “heresias” de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos, repentina perdição.

E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade.

E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita. 2 Pedro 2:1-3

Hoje o caminho da verdade é blasfemado devido essas heresias e práticas desses falsos apóstolos, falsos profetas, falsos pastores, falsos doutores, falsos milagreiros, falsas igrejas. Basta ouvir o que os ímpios têm a dizer das igrejas cristãs.

Cadê o “Ide do Senhor”? Ide por todo mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Por que ficar estabelecido em um centro comercial brigando e pescando peixe no aquário do vizinho? A resposta é simples: “Porque é um Bom Negócio”. Por que em vez de ficarem brigando entre si, não vão em busca dos perdidos?

Se curam tanto como nas propagandas, por que não vão aos hospitais? Por que não saem pelos prostíbulos, pelas cracolândias e tantos outros lugares, que eu não tenho duvidas que Cristo iria lá buscá-los. Dar de graça o que recebemos de graça. Por que é tão caro ser fiel de uma dessas igrejas?

Por que é mais fácil entrar no céu do que pertencer a uma dessas igrejas? OBS.: Creio que “ainda existem igrejas sérias comprometidas com a palavra, onde Cristo ainda encontra-se no centro”.

Voltemos urgentemente ao Evangelho. Igreja que Cristo não é o centro, pode ser qualquer coisa menos “Noiva de Cristo”.

Pb Josiel Dias



Josiel Dias

Josiel Dias

Sou Cristão evangélico, Presbítero da Igreja Congregacional em Alcântara São Gonçalo RJ, Blogueiro ,[Mensagem Edificante para Alma] Servo por misericórdia, Salvo pela Graça.


Deixe seu comentário!