MENU

Isaías 17 na atualidade

A história se repete


Isaías 17 na atualidade
Isaías 17 na atualidade

“O que foi, isso é o que há de ser; e o que se fez, isso se fará; de modo que nada há de novo debaixo do sol” – Eclesiastes 1:9

Em 2017, escrevi um artigo testemunhando os fatos que ocorrem aqui no Oriente Médio e fiz menção ao conflito sírio que já dizimou brutalmente milhares de pessoas, entre elas crianças, velhos e mulheres. A guerra que nos últimos anos tem castigado a Síria é parte de um cenário profético?

Peso de Damasco. Eis que Damasco será tirada, e já não será cidade, antes será um montão de ruínas. (Isaías 17:1)

A Síria se tornou um país falido, endividado e que os despojos estão sendo tomados principalmente pela Rússia e Irã. Por outro lado, o governo turco também tem realizado diversos ataques na região de Afrin (noroeste da Síria) com o objetivo de eliminar as milícias curdas, considerada terrorista pelo governo de Erdogan.

Infelizmente a Síria se tornou um laboratório a céu aberto onde testes químicos ou de teor atômico, com menor potência, tem destruído cidades inteiras.

Recentemente Israel atacou cerca de 12 bases militares na Síria por causa de uma invasão aérea iraniana. Essas bases eram utilizadas pelo Irã para a construção e estoque de mísseis de precisão, onde parte desse material seria contrabandeado para as forças terroristas islâmica do Hezbollah (partido de Allah) no Líbano.

O governo iraniano tem se aproveitado da situação na Síria para desenvolver e testar sua tecnologia armamentista e principalmente fortalecer seus aliados contra Israel.

Por outro lado, a Rússia tem uma base militar poderosa instalada no porto de Tartus com objetivos estratégicos no Oriente Médio e Europa. Isso explica o grande interesse da Rússia de ainda manter relações governamentais com o ditador Sírio, Bashar al-Assad.

Não é a primeira vez que a Síria se tornou um cenário de destruição. A cidade de Damasco foi invadida anteriormente pelo exército assírio de Tiglate-Pileser III, no ano 732 aC, que deportou milhares de sírios e causou sérios danos a Nação.

Atualmente a história tem se repetido. A cidade de Damasco e a nação Síria se tornaram novamente um caos diante do atual conflito sangrento que assola a população diante de nossos olhos.
Hoje não temos o imperador Tiglate-Pileser III, mas temos líderes de grandes potências e seus aliados medindo forças no campo de batalha. Tempos também as disputas de facções islâmicas, que são as verdadeiras causadoras desse terrível e incontrolável conflito.

Novamente o versículo 12 se faz atual ao dizer; Ai do bramido dos grandes povos que bramam como bramam os mares, e do rugido das nações que rugem como rugem as impetuosas águas.

Não discordo daqueles que justificam o cumprimento da profecia de Isaias no passado, muito pelo contrário. Mas não podemos minimizar os fatos e dizer que os acontecimentos na Síria não podem ser vistos como um sinal atual dos tempos finais.

Como mencionei anteriormente, a história tem se repetido, o cenário mundial tem sido preparado para um período de tribulações, inclusive já estamos vendo e sentindo alguns dos efeitos. Não somente no Oriente Médio, mas em todo o mundo.

Hoje temos o Egito guerreando contra terroristas do Estado Islâmico instalados no Sinai e em Gaza. Na Jordânia temos um governo praticamente falido e o país em crise tomando todas precauções para não ser atingido pelos conflitos da região.

No Líbano temos dois governos, um oficial, e outro comandado pelas forças terroristas do Hezbollah que está prestes a iniciar uma nova guerra contra Israel por influência do Irã e, finalmente a Síria praticamente destruída.

Para finalizar quero chamar a atenção para o fato de que muitas pessoas estão se “alegrando” nas redes sociais com as tragédias por causa do anseio pelo cumprimento de profecias. Não devemos estar felizes, mas devemos orar pedindo a Deus por misericórdia e livramento pois a assolação será em todos os lugares.

Ai daqueles que desejam o dia do Senhor! Para que quereis vós este dia do Senhor? Será de trevas e não de luz. Amós 5:18



Eli Simberg

Eli Simberg

Casado, consultor de viagens, apologista judaico-cristão. Siga-me no Youtube http://www.youtube.com/c/MaisdeSião


Deixe seu comentário!