Juízo sobre Houston é aviso aos Estados Unidos?

Será que poderia ser um sinal para os EUA se arrependerem de venderem armas para terroristas islâmicos e se arrependerem de não se importarem com suas vítimas cristãs?


Juízo sobre Houston e aviso aos Estados Unidos?

O Furacão Harvey tem causado destruição em massa na cidade de Houston, Texas, e já causou bilhões de dólares em prejuízos de seguro no Texas enquanto a chuva continua a cair em Houston e os danos aumentam dia a dia.

De acordo com o jornal texano MySanAntonio, “Estimativas preliminares colocam os prejuízos totais em mais de 100 bilhões de dólares.”



Uma manchete da CNBC disse que se os prejuízos de seguro do Harvey alcançarem 150 bilhões de dólares, a economia inteira dos EUA seria prejudicada.

Quatro meses atrás, em sua primeira viagem à Arábia Saudita, o presidente Donald Trump se regoziou de ter vendido mais de 100 bilhões de dólares em equipamento militar aos sauditas. Trump se regozijou de que a compra saudita criaria milhares de empregos nos EUA.

Contudo, a verdade é que não havia nada com que se regozijar. A Arábia Saudita é o principal patrocinador do terrorismo islâmico mundial. Vender armas para os sauditas é armar terroristas islâmicos, inclusive contra indefesas comunidades cristãs.



O ISIS apoiado pelos sauditas tem dizimado comunidades cristãs na Síria e Iraque. A Arábia Saudita tem infligido sofrimento incalculável nos cristãos no Oriente Médio. E os EUA têm agido como uma nação que não se importa com o sofrimento dos cristãos por causa das ações sauditas.

Em 2005, o Furacão Katrina atingiu destrutivamente Louisiana. Meses antes do furacão, o Rev. Chuck Pierce viajou para aquela área sob a direção de Deus. Então ele levantou as mãos, orou e liberou o “juízo de Deus” conforme a direção de Deus. Alegadamente, o juízo veio porque a política externa de Bush estava pressionando Israel.



Não sei se o prejuízo de 100 bilhões de dólares no Texas e a compra saudita de 100 bilhões de dólares em armas americanas têm conexões espirituais, mas é uma coincidência imensa.

Outra “coincidência” foi relatada por Scott Lively, autor do livro “The Pink Swastika” (A Suástica Rosa), que disse:

“Uma semana antes do desastre natural de ‘proporções bíblicas’ em Houston os americanos experimentaram o presságio celestial de um eclipse solar total que ocorreu só sobre os Estados Unidos e atravessou o território americano diagonalmente de costa a costa. Eclipses solares são associados a juízo sobre o mundo não-judeu exatamente como os eclipses lunares são presságios de juízo sobre os hebreus. O eclipse ocorreu na abertura dos 40 Dias de Arrependimento no calendário hebraico em Elul 1. Houston é a maior cidade dominada por cristãos nos Estados Unidos a ter eleito um prefeito homossexual assumido. A homossexualidade é o único pecado sempre associado a desastres naturais e ao juízo de Deus na Bíblia. Penso que tudo isso é mais um aviso especial e urgente para que os EUA se arrependam.”

O Cristianismo é a religião mais predominantemente praticada em Houston (73%). A Igreja Lakewood em Houston, liderada pelo pastor Joel Osteen, é a maior igreja dos Estados Unidos.

Mesmo assim, Houston foi uma das maiores cidades dos Estados Unidos a eleger um prefeito homossexual assumido.

Se a destruição de Sodoma por causa da homossexualidade foi um sinal de aviso, será que a “destruição de Houston” poderia ser um sinal de aviso para os EUA se arrependerem de engrandecer a sodomia nacional e internacionalmente?

Será que poderia ser um sinal para os EUA se arrependerem de venderem armas para terroristas islâmicos e se arrependerem de não se importarem com suas vítimas cristãs?



Julio Severo

Julio Severo

Julio Severo é autor do livro O Movimento Homossexual, publicado originalmente pela Editora Betânia, e do livro Orações Proféticas, publicado pela Editora Propósito Eterno.


Deixe seu comentário!