Não adianta esconder: Jesus sabe!

“Sua salvação pode estar em risco.”


Não adianta esconder: Jesus sabe!

De acordo com o site Mundo dos Animais1, “os animais de estimação, também conhecidos como animais domésticos, de companhia ou simplesmente pets, são animais domesticados e mantidos geralmente dentro de casa, sob a responsabilidade dos seus donos (ou protetores)”. Esses animais também – quando são escolhidos por bons donos – são muito paparicados e bem cuidados.

Assim como acontece com os animais, o pecado também é escolhido, cuidado e mimado por muitas pessoas. É alimentado diariamente, como se fosse algo normal. Às vezes, guardado num dos esconderijos da alma, permanece ali, sendo cevado e amado como um animal de estimação o é.

Conquanto nós ajamos assim em determinado tempo de nossa vida, não é do agrado de Deus permanecermos “criando” o pecado em nossa casa terrena (corpo). Brincar com o pecado no quintal do nosso coração é suicídio espiritual. É fantasiar imergidos numa realidade carnal e diabólica. Assim estava o jovem rico.


  Programa que ensina a Bíblia vira febre na Internet


Tentando dissimular com bajuladoras palavras, um jovem rico aproximou-se de Jesus e disse-lhe: “Mestre, que farei eu de bom, para alcançar a vida eterna?” (Mt 19.16). Ao que ouviu de Jesus: “Se queres, porém, entrar na vida, guarda os mandamentos” (v. 17). A chaleirice do homem foi em vão. Jesus não se deixou levar por blandícias.

Após responder positivamente, achando-se justo diante de Deus, e dizendo que guardava os mandamentos, o jovem rico ouviu o que jamais queria ouvir da boca de alguém: “Se queres ser perfeito, vai, vende os teus bens, dá aos pobres e terás um tesouro no céu; depois, vem e segue-me” (v. 21). Então, entristecido por Jesus ter descoberto sua avareza, o rapaz retirou-se da presença do Senhor, porque era dono de muitas propriedades e não queria perdê-las.

Jesus descobriu o pecado de estimação daquele jovem – o amor às riquezas. A avareza na vida daquele abastado era mimada todos os dias. Era bem cuidada. A avareza não podia reclamar do seu dono, pois era um dono exemplar, uma pessoa que lhe amava acima de todas as coisas.

O Senhor sabe quem nutre um pecado de estimação. Nada foge aos seus olhos. Ele vê tudo. Ele revela tudo. Portanto, se você está “criando” um pecado de estimação, Jesus sabe!

Sua salvação pode estar em risco!

Notas

Animais de estimação. Disponível em: <https://www.mundodosanimais.pt/animais-estimacao/>. Acesso em: 20 dez. 2016.

 

 



João Paulo Souza

João Paulo Souza

32 anos, casado com Marcela Souza, assembleiano, pedagogo e pós-graduado em Coordenação Pedagógica.


Deixe seu comentário!