MENU

Não faça da política seu ídolo

Se os crentes tiverem na evangelização o mesmo empenho que estão tendo para divulgar seu candidato a presidente eu ouso dizer que o Brasil pode ser totalmente evangelizado em menos de um ano


Não faça da política seu ídolo

Ninguém nega que a política desempenha um papel muito importante nas nossas vidas, através de decisões políticas nossa vida pode ficar muito mais fácil ou extremamente difícil. Alguns até dizem que se você não gosta de política vai acabar sendo governado por quem gosta.

Nem preciso comentar muito sobre o quão importante a política se tornou para os brasileiros nos últimos anos, muitos sabem o nome dos onze ministros do STF, mas não sabem a escalação com os 11 jogadores titulares da Seleção Brasileira!

Leia mais

Muita coisa tem mudado na nossa política recentemente, e boa parte dessa mudança deve-se à maciça participação dos protestantes/evangélicos no cenário político seja como formadores de opinião ou como eleitores.

Eu tive a graça de crescer dentro do evangelho, em uma época que no Brasil ser “crente” era ser um bicho esquisito, música de crente não tocava em rádio tampouco na Rede Globo (nem existia “Gospel”) e o Malafaia ainda tinha um bigode de respeito.

Nesta época tudo era exageradamente espiritualizado, nada deste “mundo material vil e pecador” era importante e até problema com o carburador do carro era tratado com oração. Política então era coisa do capeta, se houvesse algum membro da igreja querendo se meter em política era logo chamado de ‘carnal’ e colocado dentro do círculo de oração de fogo.

Mas o Malafaia raspou o bigode e então tudo mudou! Os crentes descobriram que eles ainda não estavam na Nova Jerusalém e decidiram exercer o seu papel de cidadão no Brasil mesmo, foi um despertar importante e necessário, mas eu já estou achando que os irmãos foram com muita sede ao pote.

A política existe para facilitar a vida das pessoas, e por isso é importante, mas a política não pode se tornar mais importante do que as próprias pessoas! Parafraseando o que Jesus disse em Marcos 2:27, a política foi feita por causa do homem e não o homem por causa da política.

Muitos irmãos da fé estão colocando a política na posição de ídolo como se através da política fosse possível obter até mesmo salvação para a alma. Se os crentes tiverem na evangelização o mesmo empenho que estão tendo para divulgar seu candidato a presidente eu ouso dizer que o Brasil pode ser totalmente evangelizado em menos de um ano, e isso resolveria problemas que nem o melhor político da história jamais teve ou terá o poder de resolver.

Uma das terríveis consequências dessa idolatria política está sendo a destruição de relacionamentos até mesmo dentro de famílias. Não se deve colocar política acima de amizades, nem mesmo acima da mais fraca amizade. Quando você coloca política como algo mais importante do que o amor ao próximo isto te torna exatamente igual a tudo de ruim que você acredita lutar contra, se você odeia e deseja o mal para o seu irmão que supostamente “prega o discurso do ódio” o que te torna diferente dele?

Todo mundo está dizendo lutar pela democracia, mas absolutamente todos os genocídios e ditaduras foram precedidos de ideologias que desvalorizavam uma pessoa de acordo com as ideias que ela tinha.

Mesmo que você esteja defendendo o valor mais puro e lindo do mundo, não vale nada se você odiar quem discorda de você, lembre-se que muitas pessoas na história já fizeram coisas terríveis achando estar fazendo por amor a Deus.

“Qualquer que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus está nele, e ele em Deus.
E nós conhecemos, e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor; e quem está em amor está em Deus, e Deus nele.
Nisto é perfeito o amor para conosco, para que no dia do juízo tenhamos confiança; porque, qual ele é, somos nós também neste mundo.
No amor não há temor, antes o perfeito amor lança fora o temor; porque o temor tem consigo a pena, e o que teme não é perfeito em amor.
Nós o amamos a ele porque ele nos amou primeiro.
Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu?
E dele temos este mandamento: que quem ama a Deus, ame também a seu irmão.” 1 João 4:15-21



Casado, engenheiro por formação e apologista cristão por vocação.

Assuntos:


Deixe sua opinião!

shopping