O Arrependimento

“Porque Deus há de trazer a juízo toda a obra, e até tudo o que está encoberto, quer seja bom,...


“Porque Deus há de trazer a juízo toda a obra, e até tudo o que está encoberto, quer seja bom, quer seja mal”. (Ecl. 12:14).

Do hebraico charatá, um sentimento de culpa pelo erro do passado e uma decisão de ter um novo comportamento a partir de então, sendo uma nova pessoa para o futuro. É eliminar o passado e começar de novo. É abandonar o pecado.



Arrepender-se é uma ação de humildade que envolve um ser que resolve admitir o erro de forma muito transparente com os outros e principalmente com o seu Criador, afim de que a relação de intimidade entre ambos voltem a ser espiritualmente perfeitas. O arrependimento consiste em nascer de novo.

Quando o homem está disposto a se converter de sua culpa, ao menos quatro coisas importantes acontecem no reino do espírito:

1. A Ação do Espírito Santo



Em primeiro lugar, haverá o Espírito Santo para convencer o homem do pecado, da justiça e do juízo. A função do Espírito de Deus é restaurar a visão ora perdida pela visão plena de santidade divina, reconstruindo o que se havia destruído na vida do pecador. Assim, é necessário ouvir a voz do Espírito Santo para que os passos seguintes venham a completar o processo de vitória e cura.

2. Acusação x Confissão

Em segundo lugar, é necessário saber que haverá de se enfrentar o acusador (o diabo) que tentará bloquear a alma do homem culpado, para que o mesmo não creia que encontrará a esperança de receber o perdão, mesmo depois de haver nascido de novo.A culpa e dele

“Isso poderá levar o cristão a um sentimento de culpa irreparável; gerando melancolia e a tristeza excessiva, além do pessimismo, introspecção e desânimo absoluto”. (Dr. Richard Baxter, Superando a Tristeza e a Depressão com a Fé, Ed. Arte Editorial, SP 2010).

Essa parte, da qual estamos lendo, é a mais complicada do ponto de vista humano, uma vez que o homem passou a ter vergonha de seus erros desde o Jardim do Éden, quando Adão e Eva experimentaram a impureza de sua nudez diante de seus olhos e diante dos olhos de Deus. A atitude mais comum do cristão, nestas horas é se esconder mesmo e, esse oculto vergonhoso tem um grande auxílio de satanás, o acusador. Ele o fará desistir de confessar o erro.

Mas, se o enfrentar sofridamente a acusação de nosso principal inimigo, já era dolorido, imagine ter que enfrentar as dores e as feridas das pedras que serão ‘tacadas’ de pessoas comuns confiáveis ou inimigas, como aconteceu com o rei Davi, por exemplo.

Nem toda confissão é fruto de arrependimento, porém dentre outros fatores, a confissão, a mudança de comportamento (conversão) e o abandono do pecado são as mais relevantes características de um genuíno arrependimento.promessas

A notícia boa desta parte é que ela não é o fim! Temos ainda a terceira e a quarta partes, as quais se destacam pelo amor incondicional de Deus pelos seus filhos na terra.

A confissão sincera e transparente vai derrotar todos os seus inimigos!!

A vergonha será derrotada e esta purificação em Cristo fará com que o acusador caia por terra imediatamente! 

 

3. O Sangue de Jesus

Em terceiro lugar, o homem tem livre acesso a Deus através do sangue purificador de Jesus, o qual orou ao Pai para que não tirasse os seus filhos do mundo, mas que os livrasse do mal.( João 17:15). E, aí, lá vem a melhor notícia: Jesus já expiou tudo, não há nada que o homem possa fazer para expiar os seus pecados ou cancelar os seus erros! Jesus consumou tudo na Cruz! NADA SUBSTITUI A CRUZ DE CRISTO. É só através da graça Dele que o perdão é lançado!
Quando o homem resolve confessar os seus erros, se arrepender e mudar de vida, Jesus já cancelou os seus erros (antecipadamente) na Cruz. Portanto, é um repouso, um shabat shalom, um descanso para quem confessa e ABANDONA aquela vida antiga de pecado.

“Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo”. (II Cor. 5:17).

Conheço ao menos dois pecados os quais não serão perdoados
1. Blasfêmia contra o Espírito Santo (Mt.12:32)
2. Pecados não confessados (I João 1:9)

Às vezes, o pecado parece tão mortífero que o cristão chega a pensar que chegou o fim de sua vida! Mas, quando tenho a oportunidade de aconselhar, costumo dizer sempre que toda a cura da alma é idêntica, a um tratamento físico num hospital. Às vezes é até semelhante a uma UTI, onde a dor que surgiu das consequências de uma enfermidade no corpo é tão grande que é necessário que o paciente ao acordar de algum coma, passa a tomar as doses importantes dos medicamentos que o recuperarão. Depois continua a tomar as demais doses dos remédios, ao mesmo tempo em que os enfermeiros e médicos estão “de olho” no doente, até que o médico que o atendeu o dispense para casa, por haver vencido o período mais crítico da dor.images (3)
Assim é com a igreja. No caso de pecados de choro, pranto e de dores profundas, ainda há esperança! Nem que você esteja numa UTI espiritual, o Senhor aplicará o remédio certo para a cura da alma! Os pastores e conselheiros serão os enfermeiros e o Médico dos médicos, o Senhor JESUS estará sempre “de olho”, orientando a todos e, cuidando de você! (Se você não optar pelo esconderijo e isolamento tolos).

 

4. Deus não é um carrasco. Ele é bom

Em último lugar, como é bom saber que o SENHOR é bom e a sua misericórdia não tem fim! Não há limites para a misericórdia do Senhor. Ele vai atender a você em todos os casos de emergência que forem necessários desde que você resolva “jogar limpo” com Ele, resolvendo de vez a sua vida no céu e na terra!

“E ele disse-lhe: Por que me chamas bom? Não há bom senão um só, que é Deus. Se queres, porém, entrar na vida, guarda os mandamentos”.(Mt. 19:17).

Mas, não vamos confundir a bondade de Deus e graça de Cristo como uma licença para pecar e viver na prática do pecado! É o contrário. A graça de Cristo é para que não haja mais pecado. Agora vai lá! Resolva tudo com Deus e com o próximo e, não peques mais!

Agora vem a hora mais importante: a Oração!…
(Bom isso é muito pessoal). Que Deus o abençoe em nome de Jesus.

perdão

 

 

 

 

Seja santo! Até uma próxima!

[email protected]

Deseja ajudar mais alguém?

#COMPARTILHE.

 



Claudio Santos

Claudio Santos

Fundador das Missões Adore e da Escola do Reino no Brasil, que é um braço direito da missão. Com mais de 30 anos de vida cristã, Claudinho, além de missionário, é escritor, professor voluntário, músico e conferencista. Tem formação em teologia, missiologia, ministério pastoral e capelania priosional. Membro do Conselho de Pastores de SP. Atualmente é aluno mestrando em missiologia. #quevenhaoteureino; #missõesribeirinhas. #missõesurbanas


Deixe seu comentário!