O primeiro passo do jovem

“Ser discípulo significa dar determinados passos. Já o primeiro passo, que é consequência imediata do chamado, separa o discípulo de sua existência anterior”. Dietrich Bonhoeffer


O primeiro passo do jovem

Pedro, ao receber o chamado de Jesus, abandona suas redes e o segue. O publicano teve que abandonar a coletoria. Isso acontece com todos que atendem o chamado de Jesus, é necessário dar um passo que lhe tire da posição anterior, é preciso separação do lugar que se estava. Para entrar no caminho de discipulado de Jesus é evidente e fundamental renúncias, mudanças, separação com o que se era antes de receber o maravilhoso chamado.

Nós jovens não aceitamos muito essa realidade. Falo isso num sentido amplo da juventude, isso porque estar na igreja hoje não significa mais separação ou dar um passo que tire a pessoa da posição anterior (pode ser na teoria, mas não na prática). Os jovens até querem frequentar os cultos, se envolverem nas atividades do seu grupo da igreja, vão evangelizar, até falam de Deus, mas, não abandonam o que eram pelo maravilhoso chamado que receberam de Cristo.

É possível cantar na igreja, pular, dar uma palavra de ânimo e participar de todas “as loucuras por Jesus” sem estar no verdadeiro discipulado de Cristo, pois, o chamado não está relacionado a essas coisas, mas tudo começa com abandono da posição do mundo, sem esse abandono em primeiro lugar, tudo que o jovem faça até dentro da igreja perde o real sentido e, ele ilude-se pensando estar bem com Deus quando na verdade nem começou a caminhar com o Senhor, porque a caminhada só começa quando se dá o primeiro passo até Jesus, que necessariamente significa sair da posição que estávamos.

O que quero dizer é que nós jovens precisamos refletir se estamos realmente atendendo o chamado de Jesus. Uma juventude grande dentro da igreja não é sinal de saúde, não é atoa que uma grande multidão seguia a Jesus e ouvia suas parábolas, mas apenas aos seus discípulos o mestre ensinava as verdades das parábolas em particular. Os discípulos de Jesus têm obrigações e para ser discípulo tem que aceitar o chamado e dar o passo para caminhar com o Cristo. Sendo assim, não pense que é discípulo o que diz caminhar com Jesus e fica parado nas suas mesmas malícias, pornografias, palavrões e ofensas, fica na mesma posição de sua malandragem, irresponsabilidade ou hipocrisia (continua sendo uma coisa fora da igreja e finge ser outra dentro).

Ora, então ao aceitar o chamado de Jesus eu preciso ser perfeito? Claro que não. Mas, se nada mudar em você, se você não deixar nada para trás, com certeza você não aceitou o chamado. O jovem que se diz discípulo de Jesus abandona tudo de mal que pode e começa a caminhar com o Mestre, e na caminhada com ele, vamos aprendendo, crescendo e a cada dia abandonando outras coisas. No discipulado sempre estamos dando passos, sempre estamos melhorando, renunciando e aproximando-se do Pai eterno.

Agora, os que se acomodam e não abandonam uma vida mundana quando são chamados pelo Mestre, precisam rever seus conceitos de “evangélico”. O jovem, com toda a sua vitalidade é chamado por Jesus para influenciar, para ajudar no reino de amor e para se aproximar de Deus, então, ele precisa abandonar a posição que está (práticas de um mundo mal), esse é o primeiro passo até Jesus, sem isso não é possível ser discípulo.



Victor Santos

Victor Santos

Victor dos Santos, mora em Santo André-SP. Blogueiro (Vida ao Inverso). Bacharel em Teologia, graduado em Logística pela Uniban e estudante da PUC SP.


Deixe seu comentário!