O que é uma Startup e o tal Unicórnio?

O bom empreendedor é aquele que pensa primeiro no seu cliente, seguido dos seus colaboradores para somente depois pensar nos lucros.


O que é uma Startup e o tal Unicórnio?

Você já deve estar cansado de ouvir das tais Startups na mídia. Mas afinal, que moda é essa? Eu abri uma padaria, uma agência de viagens, uma empresa de seguros, eu sou uma Startup? Bom, antes de falarmos se sua empresa é uma Startup é importante entendermos o que é a definição da mesma, se é que existe uma.

Algumas pessoas defendem que uma Startup é uma empresa jovem, recém-criada, já outras defendem que apenas empresas com base tecnológica é que são consideradas Startups.

“Startups são empresas que possuem base tecnológica e com foco em rápido crescimento num modelo replicável e escalável”

Segundo a definição que Eric Ries, empreendedor e escritor americano do Vale do Silício, fez em seu livro “The Lean Startup” ou aqui no Brasil “A Startup Enxuta”, uma startup é “uma instituição humana desenhada para criar um novo produto ou serviço em condições de extrema incerteza”.

Figura 1 – The Lean Startup de Eric Ries

 

Elenquei alguns itens mais detalhados para você entender, um pouco, sobre o que é uma Startup:

1) Termos comuns em uma startup

O universo de Startups é uma verdadeira sopa de letrinhas, são centenas de termos que norteiam este segmento, os mais comuns são:

  • Bootstrap – Típica empresa que é iniciada com capital financeiro dos próprios sócios, ou seja, sem dinheiro de terceiros e empréstimos
  • Break Even – Significa que as despesas são menores que as receitas, ou seja, a empresa já se paga ou opera no azul
  • Business Plan – ou Plano de Negócios, é o documento detalhado de todos os passos que sua Startup dará para alcançar o resultado nos próximos meses ou anos
  • Capital Seed – dinheiro inicial para o início da empresa
  • Coworking – espaço compartilhado (escritório) entre várias empresas, geralmente Startups
  • Crowdfunding – modalidade de captação de dinheiro para alavancar ideias, geralmente são plataformas digitais que operam em regime de investimento coletivo
  • Early Stage – são Startups recém criadas (com menos de 2 ou 3 anos de operação)
  • Founder – fundador da empresa e Co-founder é o Co-fundador
  • Incubadora – espaços onde empresas jovens passam por mentorias, acesso à capital, cursos de aperfeiçoamento e apoio financeiro
  • Investidor Anjo – são pessoas físicas que investem dinheiro no estágio inicial da empresa
  • MVP (Minimum Viable Product) – ou Produto Mínimo Viável, é o estágio mínimo da sua empresa, ideia ou produto que o cliente final pode testar, conhecer e analisar
  • Pitch – apresentação rápida de uma ideia de negócios (geralmente de 3 à 5 minutos) realizado numa conversa de elevador ou com um documento “Power Point”
  • Pivotar – ato de mudança de algo que não está legal, você pode começar fazendo A e muda para B rapidamente quando percebe que A não vai dar certo
  • ROI (Return on investment) – retorno do investimento, é um cálculo realizado para verificar em quanto tempo o investidor terá retorno sobre o capital investido na ideia
  • Valuation – cálculo para analisar qual é o valor de mercado da Startup

Note, isto é um resumo do resumo, dentro do universo de Startups existem centenas de termos específicos que não caberiam aqui neste artigo.

Figura 2 – Uma Startup geralmente funciona em regime de criação e operação 24 horas

2) Como funciona uma Startup?

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, Startups não são playgrounds de jovens Nerds que buscam seu primeiro milhão jogando vídeo games e dormindo em puffs espalhados pelo escritório. Uma Startup, é geralmente uma empresa como qualquer outra, mas que possuem planos arrojados, normalmente resolver um grande problema comum de um grande número de pessoas.

O que diferencia uma Startup de uma empresa tradicional é que são empresas, em sua grande maioria com base tecnológica, num modelo replicável e escalável. Isso significa que você deve repetir para milhares ou milhões de clientes sem que seu custo seja exponencial. Na verdade, quanto mais clientes conectados à sua solução, maior será a diluição dos seus custos fixos.

Necessariamente uma Startup é uma empresa que tem como seu produto principal, um software, aplicativo, plataforma ou sistema que pode ser utilizado por milhares de clientes.

Figura 3 – Escritório da mineira Samba Tech com um espaço que estimula a criatividade

 

3) Quanto fatura uma Startup?

As Startups são empresas que fazem muito sucesso na mídia atualmente por estarem vinculadas à faturamento na casa de milhões ou até mesmo bilhões (Unicórnios). Começam pequenas, no vermelho, mas o objetivo de uma Startup é fazer com que o maior número de clientes numa escala global utilize sua solução no menor espaço de tempo, por isso o foco em meios e plataformas digitais.

“Plataformas de e-Commerce já captaram mais de U$ 48 bi em todo o mundo”

Os setores que tem faturados as cifras mais altas em todo o mundo são aqueles relacionados à e-commerce. Pense em casos como Amazon, Alibaba, Walmart, Best Buy e E-bay, que são globalmente os maiores cases de sucesso. Sim, eles são, ou já foram Startups um dia.

Figura 4 – Mapa tipos de startups que mais captaram investimento nos últimos anos

 

4) O que é um Unicórnio?

Nada de ser místico ou personagem de desenho animado. Um Unicórnio na linguagem de Startups é uma empresa que possui valor de mercado superior à US$ 1 bilhão (u-m b-i-l-h-ã-o d-e d-ó-l-a-r-e-s).

Acredite, a cada ano aumenta o número de Startups Unicórnios, em Janeiro de 2017 foram estimados existirem cerca de 186 Startups unicórnios em todo o mundo que juntas possuem um valor de mercado de cerca de US$ 656 bilhões.

Confira também: 7 passos para tirar uma ideia do papel

Confira também: Como abrir uma empresa (inovadora) em 2018

O número de Unicórnios deve começar a crescer principalmente no Brasil, por conta pela venda da primeira empresa a 99 Taxi que foi adquirida em janeiro de 2018 pela Chinesa Didi. O sucesso deste tipo de transação certamente ampliará a captação de investimento de empresas junto à investidores pois traz mais segurança de que temos gente competente e ideias em escala global por aqui.

Figura 5 – Unicórnios são empresas com valor de mercado superior à US$ 1 bilhão

 

5) Quais são as maiores Unicórnios no mundo?

As mais comuns, ou que mais ouvimos falar são Uber, Airbnb, Pinterest, Waze, WhatsApp, Facebook, entre outras. São empresas que cresceram a passos largos porque focaram no usuário final, ou seja, nós, os clientes comuns.

A estratégia de crescimento é sempre viral, onde um cliente fala para o outro, indica, envia cupons, convites e etc. Startups de nível global possuem soluções que resolvem grandes problemas sem grandes ativos.

  • O Uber possui a maior frota de “taxis” do mundo sem ter nenhum veículo.
  • O Airbnb possui a maior rede de quartos do mundo sem ter nenhum hotel.
  • O WhatsApp possui a maior operadora virtal do mundo sem ter nenhuma torre de celular.
  • O Waze possui o maior sistema de tráfego de trânsito do mundo sem ter nenhum semáforo ou fiscal de Detran.

As soluções destas empresas são baseadas em softwares que, quando compartilhados por milhões de usuários, faz com que seus investidores, anunciantes e clientes se comuniquem com a maior base possível de interessados nos seus produtos.

“Uber possui a maior frota de veículos do mundo sem ter nenhum carro”

 

Figura 6 – Startups são tema da capa da revista Fortune

6) Temos unicórnios no Brasil?

Somente uma Startup até o momento (finalmente). Esta notícia é super recente, no último dia 03 de Janeiro de 2018 foi anunciado ao mercado que a 99 Taxi foi adquirida pela Chinesa Didi  Chuxing numa transação que ultrapassou os R$ 900 milhões de reais.

Se você nunca ouviu falar da Chinesa Didi, ela é o principal concorrente do Uber no mundo e em janeiro de 2017 eles já haviam realizado um investimento de US$ 100 milhões na empresa Brasileira.

Outras empresas despontam como potenciais Unicórnios no Brasil já para o ano de 2018, são elas Nubank, Movile, GuiaBolso, VivaReal, Içougue (tendencioso eu? Jamais 😊) particularmente acho que será uma dessas, mas novas empresas podem surgir.

Figura 7 – Co-fundadores da empresa 99 (taxi), primeiro Unicórnio Brasileiro

7) Como saber se minha empresa é uma startup?

A primeira pergunta que você deve responder é se sua empresa é de base tecnológica. Se sua resposta foi sim, então a próxima pergunta é, se sua tecnologia pode ser utilizada por milhares ou milhões de pessoas ou outras empresas no Brasil e no mundo.

O que ocorre é que muitas pessoas abrem empresas de serviços ou até mesmo um e-commerce para vender um determinado produto e já pensam que são uma Startup. Não há nada de errado nisso, mas um investidor de Startup vai distinguir o que é seu negócio em poucas perguntas.

Investidores de Startups são pessoas que estão dispostas á correr um risco alto de perder seu dinheiro, por isso adquirem uma participação da Startup (equity) visando um exit (venda da empresa) no futuro.

8) É errado almejar que minha Startup se torne um Unicórnio?

Particularmente creio que não, o que há de errado como Cristãos é almejarmos o lucro excessivo esquecendo de alguns princípios básicos, como investir de volta o dinheiro que recebemos no Reino de Deus e investirmos parte dos lucros em bons salários e benefícios para nossos colaboradores.

O bom empreendedor é aquele que pensa primeiro no seu cliente, seguido dos seus colaboradores para somente depois pensar nos lucros.

Medite neste versículo:

“Ao Senhor pertence a terra e tudo o que nela se contém, o mundo e os que nele habitam”
Salmos 21:1

Se você entender que tudo que você possui pertence à Deus e você é apenas um mordomo perceberá que seus planos e objetivos devem ser alinhados à vontade D’ele e que tudo que chegar na sua mão deve ser para a honra e glória D’ele, então seus planos serão muito bem-sucedidos.

Abraços e até o próximo artigo, Tiago Albino



Tiago Albino

Tiago Albino

Foi no curso de Administração de Empresas da FGV que descobriu sua vocação para o empreendedorismo. Sócio fundador das empresas Montt, Içougue.com e MyTower, atua como Mentor de Startups no InovAtiva do MDIC (Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços) e na FIESP. Já trabalhou em grandes empresas como IG, UOL, HP, Itaú BBA e Banco24Horas. É especialista em Empreendedorismo, Inovação, Tecnologia e Aceleração de Startups.


Deixe seu comentário!