Que vida vale a pena?

Se não sou apaixonado pela vida que escolhi construir, além de me frustrar, vou afetar afetar o mundo negativamente


Que vida vale a pena?

Temos tantas vidas possíveis. Qual será aquela que valerá a pena? Albert Einstein poderia ter escolhido ser um carpinteiro. Airton Senna poderia ter escolhido ser filósofo. Ao escolherem ser o que foram, cada um desses personagens excluíram milhões de outras possibilidades.

Pelo que nos diz a história, eles  escolheram uma vida que valeu a pena ser vivida. Einstein nos legou a teoria da relatividade. Senna nos legou uma soma de vitórias na Fórmula 1, que nos encheu  de orgulho e nos mais  tornou respeitados perante o mundo.

O que eles tinham em comum para que fizessem, mesmo tendo escolhido vidas diferentes, a vida valer a pena? Eles eram apaixonados pelo  faziam e levavam a sério a vida que escolheram.

Se não sou apaixonado pela vida que escolhi construir, além de me frustrar, vou afetar afetar o mundo negativamente, pois ainda que  tenhamos escolhidos vidas diferentes vou afetar pessoas no meu ato de gir dentro da vida que escolhi. Por exemplo:  um garçom que não ama ser garçom, não atenderá a contento os clientes e promoverá rejeição nas pessoas quanto ao restaurante onde trabalha. O mesmo serve para os demais profissionais.

Mas, infelizmente, não escolhemos totalmente nossos papéis na vida. Nascemos filhos. Nascemos irmãos. Nascemos primos. Nascemos brasileiros (ou tendo qualquer outra nacionalidade). Nascemos brancos ou negros. Ricos ou pobres.
Não importa os papéis com  quais tenhamos nascido, sejam  eles temporários ou não, o  importa é que nascemos.

Viver dentro dessa fração de tempo que é vida na ividualidade (existencial) de cada um, já terá valido a pena, pois, além de poder escolher  uma parte do que serei dentro da vida, eu respiro o milagre do existir. Se eu posso  escolher parte do que serei  na vida, por que devo me frustrar vivendo as imposições das escolhas que fazem para mim? Por ue  viver frustrado  se posso fazer do meu existir uma aventura (esportiva, intelecutal ou de  qualquer outra natureza)?

Você pode fazer sua vida valer  pena. Para isso, ela não precisa  ser a que os outros escolheram para você, mas a que  lhe  traga satisfação em vivê-la ainda que tenha dificuldades  e desafios diários.



Fernando Pereira

Fernando Pereira

Jornalista e acadêmico dos cursos de História e de Teologia.


Deixe seu comentário!