Reverência no culto

“Tudo, porém, seja feito com decência e ordem” – 1 Coríntios 14.40 Já presenciou as seguintes cenas? Cena 1: A...


Reverência no culto

“Tudo, porém, seja feito com decência e ordem” – 1 Coríntios 14.40

Já presenciou as seguintes cenas?

Cena 1: A pregação inicia. Uma linda criança passeia pelo corredor da igreja enquanto o pastor expõe seu sermão. Pelo menos uma dúzia de pessoas admira sua beleza e até faz careta. Outros se viram nos bancos para ver a criança fazer barulho e se comportar como se ali não acontecesse nada.


  Programa que ensina a Bíblia vira febre na Internet


Cena 2: É chegada a hora de colocar em dia aquela conversa atrasada entre os adolescentes e jovens. “Parece que o assunto flui melhor durante o culto, comentam. Sentam-se perto, juntos, longe do púlpito. A conversa só é interrompida ao som do cântico final.

Cena 3: É difícil segurar o riso. Especialmente para alguns que encaram a igreja como um belo palco. Rápidos comentários são feitos sobre a roupa das pessoas, seu jeito de andar, a maneira que falam e os seus erros. Nada é perdoado. Tentam disfarçar com sorrisos, olham para o chão, mas como já foi dito, é difícil segurar o tal riso.

Estes são apenas alguns dos vários exemplos de como os crentes perdem a noção de reverência, de adoração e do propósito de estarem unidos para o culto.

“O pastor está atento ao sermão e tem muitas faces para olhar, não vai reparar em mim” – podem pensar alguns. Mas Deus repara. E se entristece. Pois Ele sabe, aliás, ele alertou que mau comportamento, cochichos, falta de atenção ou perturbação da ordem evidenciam problemas espirituais na vida das pessoas (Isaías 1.11-18).

A Bíblia é tão clara neste assunto que nos adverte: se procedemos assim, estamos perdendo nosso tempo indo à igreja. É como o fariseu, que vai ao templo, ora de si para si mesmo. Vai embora e nada aconteceu em sua vida. (Lucas 18.10-14). Da mesma forma hoje. Com o comportamento descrito acima quantos irão para a casa realmente justificados? Quantos se lembrarão da pregação na tarde da segunda-feira?

É preciso refletir e reconhecermos aquilo que temos falhado. Pais, vigiem os seus filhos. Jovens, há outro tempo para conversar. E para todos de maneira geral, reflita se você tem contribuído para a ordem e reverência do culto.

Rev. Andrei de Almeida Barros



Andrei de Almeida Barros

Andrei de Almeida Barros

Casado com Fabiana Fortes, ambos pais de Isabelle. Em 1998 trabalhou como missionário em Portugal. Formou-se em Teologia (2003) pelo Seminário Presbiteriano do Sul - SPS. Pastoreia atualmente a Igreja Presbiteriana de Itatinga, SP.


Deixe seu comentário!