Roupa suja se lava em casa

O conselho mais dado e menos seguido de todos os tempos


Roupa suja se lava em casa

Quando se fala em conselhos matrimoniais a primeira coisa que me vem à mente é a conhecida frase: “Roupa suja se lava em casa”. O problema é que este conselho vem sendo seguido por cada vez menos pessoas na “Era Facebook”.



A ânsia por expor tudo que acontece em nossas vidas está nos conduzindo a divulgar coisas que não deveriam ser mostradas, inclusive dentro de relacionamentos. As coisas chegam ao cúmulo de cônjuges enviarem “indiretas” via redes sociais.

Relacionamentos devem ser tratados olho no olho. Não devem utilizar nenhuma intermediação tecnológica para tal fim. Mentir cara a cara não é tão fácil como mentir via WhatsApp, se fazer de ingênuo ou de vítima, também não.


  Programa que ensina a Bíblia vira febre na Internet


Nossas expressões sempre denunciam o que realmente queremos dizer. E quem mais no conhece neste momento são nossos parceiros.



Uma das coisas que você aprende fazendo “Casados para Sempre” (ótimo curso da Universidade da Família) é que o casamento é feito por duas pessoas e elas sempre tem partes em qualquer problema que venha a existir no relacionamento.

Quando vemos alguém querendo culpar seu cônjuge por seu relacionamento não ter dado certo, você sabe que existe incoerência. Ao culpar o outro pelos erros do casamento, você está dizendo que fez tudo certo e seu parceiro tudo errado.



Essa é uma prática recorrente nas separações. O engraçado é que um sempre culpa o outro. Ou seja, os dois tem partes de culpa na questão.

Tudo isso fica mais complicado quando você junta problemas conjugais com redes sociais. Sua voz pode ser projetada enquanto a voz do seu cônjuge não, e aí, como se faz julgamento de dois sem ouvir um?

As pessoas não querem (ou não deveriam) saber de sua vida privada com seu esposo(a). Se há problemas, trate-os internamente. Procure ajuda de pessoas capacitadas e de sua família, mas não exponha tais coisas. Haverá sempre mais escândalo do que edificação (se é que pode existir edificação).



Neto Gregório

Neto Gregório

Vivo pela misericórdia, salvo pela graça.


Deixe seu comentário!