Salomão e a sabedoria que vem de Deus

“A sabedoria oferece proteção, como o faz o dinheiro, mas a vantagem do conhecimento é esta: a sabedoria preserva a vida de quem a possui. Eclesiastes 7:12"


Salomão e a sabedoria que vem de Deus

“ Percebi ainda outra coisa debaixo do sol: Os velozes nem sempre vencem a corrida; os fortes nem sempre triunfam na guerra; os sábios nem sempre têm comida; os prudentes nem sempre são ricos; os instruídos nem sempre têm prestígio; pois o tempo e o acaso afetam a todos. Eclesiastes 9:11”

Este é um tema que me chama a atenção desde que me converti, pois vejo muitas pessoas que antes eu achava que eram sábias por possuírem conhecimento e idade superior à minha, mas não o são. Idade avançada não está associada a sabedoria. Porém, independente da idade, Deus dá
sabedoria àquele que pede, mas somente se for para o propósito Dele.



Consigo observar e entender hoje em nosso tempo que a sabedoria efetivamente não é inata, ela é dada a nós por Deus.

Ao ler Eclesiastes, as palavras do rei Salomão abriram meu entendimento ainda mais.

Salomão foi deveras um pesquisador, explorador, inovador e desbravador porque Deus lhe conferiu sabedoria. Ele o fez sábio para que o próprio ser humano pudesse explicar para outros o que é correr em vão, o que é brigar com o ar e caçar o invisível. Salomão sabia bem quem era, do que era capaz e o que poderia fazer.



Tudo isso conferido pela sabedoria que Deus lhe deu. E Ele só o deu porque Seu propósito era fazer as futuras gerações entenderem quão efêmera e infrutuosa é a prosperidade e os bens sem Deus.
O nosso tempo linear passa, as gerações passam, mas o homem ainda tem a mesma visão de cobiça pelos bens materiais. Antes, muitos trabalhavam para comer e sobreviver, porém hoje, o homem trabalha para conquistas hedonistas (prazerosas) e fúteis. Sendo direcionado para longe de Deus.

Hoje não descansamos, pois buscamos dinheiro para alimentar o ciclo do consumo e glorificar nosso ego para apaziguar o nosso sentimento de inferioridade.

“A sabedoria oferece proteção, como o faz o dinheiro, mas a vantagem do conhecimento é esta: a sabedoria preserva a vida de quem a possui. Eclesiastes 7:12″

Deus nos dá = sabedoria, conhecimento e felicidade.

É a demonstração de Deus de que Ele se agrada em algumas das coisas que fazemos. Nos dando sabedoria, é sua demonstração de que confia em nós. Confia a nós um dos seus tesouros preciosos, a sabedoria, sendo conferida àqueles que Deus sabe que irão usar com parcimônia.

É um presente magnífico do amor de Deus. E junto a este presente, ele ainda nos confia:
– Paciência. Que é uma grande riqueza de Deus. Fazendo tudo apropriado a seu tempo, colocando em nosso coração o anseio pelo paraíso e a eternidade com Ele.

– A condição de ser feliz e praticar o bem. Que é a grande mensagem salientada por Salomão. Deus nos dá sabedoria porque quer nos ver felizes e compartilhando o que nos dá com os outros. Seja amor, sabedoria, conhecimento ou até mesmo dinheiro.

Portanto, o que realmente nos diferencia dos ímpios são as nossas ações, nossas sábias ações, nossa escolha por agradar a Deus e cumprir seus propósitos. Pois Deus faz tudo para que os homens se acheguem a Ele e Nele confiem (..E ele fortalecerá o coração daqueles que Nele
esperam, que Nele confiam…).

Ainda, a construção da sabedoria está pautada no tempo e no propósito de Deus, juntamente ao nosso trabalho, que também é nossa recompensa (recompensa hoje, é nossa capacidade, é nossa vida, nosso propósito).

Deus nos criou para o seu deleite, por seu amor, nos tornando especialmente diferenciados das outras espécies. Nos concedeu entre outras diferenças a fala, a capacidade para andar e sobreviver por longas distâncias, nos associando apenas pela morte. Assim como os demais animais, morremos, não viveremos para sempre, logo, a acumulação de riqueza é inútil e ilógica.

Portanto, ouvir a Deus é ser sábio, é ser reverente a Ele (Ec. 5). A sabedoria deve então servir para auto análise, analisar o por que estou agindo mal e como agir melhor e a superar tudo pela vida cotidiana com Deus.

Salomão decifrou então a sabedoria.

Até hoje, muitos tolos seguem a ideia da riqueza confrontada por Salomão, mas não entendem que mesmo ele disse que a riqueza material é o nada.

Salomão é a personificação do pesquisador, do filósofo, do antropólogo, do psicólogo. Aquele que pensa na sabedoria, buscando decifrá-la, adequá-la ao raciocínio comum. Pois quem pensa em decifrar, em investigar a sabedoria autotélica (que tem finalidade em si mesma), ou seja, a sabedoria pela própria sabedoria de Deus, consegue enxergar aquilo que muitos de nós não consegue.

Todos deveríamos então ter um tempo para ‘filosofar’, meditar, pensar sobre o que vemos em nós mesmos, o que lemos em nossas ações. Por meio desta sabedoria que Deus dá, que é a sabedoria da revelação do ser humano, a revelação que vai nos edificar de dentro para fora.



Franciani Galvão

Franciani Galvão

Cristã protestante, esposa, estudante de doutorado, professora universitária, pesquisadora, acredita que a ciência é presente de Deus.


Deixe seu comentário!