Se a bola entrasse!

“As coisas encobertas pertencem ao SENHOR” (Dt 29.29).


Se a bola entrasse!

O dia 26 de novembro de 2016 ficará na memória dos torcedores da Chapecoense como um dia de glória, pois, pela primeira vez, a Chape disputaria um título internacional, pela Copa Sul- Americana. Tudo porque havia empatado com o San Lorenzo da Argentina. E com um detalhe: o goleiro Danilo fez uma defesa espetacular no último minuto da partida, garantindo a classificação do seu time.

Três dias após vencer o time argentino, o Verdão do Oeste sofreu a maior tragédia ocorrida com uma equipe esportiva. Quase todos os que estavam no avião morreram. A aeronave – LaMia CP-2933 – colidiu com uma montanha na Colômbia, nas proximidades da cidade de La Ceja.

Ao tomarem conhecimento dessa desgraça, várias partes do mundo têm se manifestado em apoio aos familiares das vítimas e ao clube. Sem dúvida, é um momento crítico que precisa de muita força e consolo. Mas será que essa tragédia poderia ser evitada? Acredito que sim. Deus, em sua soberania, poderia ter evitado o desastre. Mas não o fez.


  Programa que ensina a Bíblia vira febre na Internet


Como dito acima, no último minuto da partida com o San Lorenzo, o goleiro Danilo fez um “milagre”, salvando a Chapecoense da derrota e da posterior desclassificação na Copa. No entanto, se Marcos Angeleri tivesse feito o gol contra a equipe da Arena Condá, o que aconteceria? A viagem da Chape para a Colômbia não seria uma realidade!

De forma alguma estou aqui culpando o goleiro da Chapecoense nem incriminando o jogador da equipe Argentina – por não ter marcado o gol -, mas apenas hipotetizando logicamente.

Na verdade, toda tragédia, por mais que tentemos explicá-la, sempre haverá interrogações não respondidas: “As coisas encobertas pertencem ao SENHOR” (Dt 29.29).

Oremos pelas famílias enlutadas de todos os que perderam a vida nesse triste acidente. Que o Espírito Santo console os nossos corações!



João Paulo Souza

João Paulo Souza

32 anos, casado com Marcela Souza, assembleiano, pedagogo e pós-graduado em Coordenação Pedagógica.


Deixe seu comentário!