Trump e o discurso que a mídia não quer entender

A mídia tem apresentado Trump como um nacionalista louco


Trump e o discurso que a mídia não quer entender

Na última terça-feira (28), Donald Trump fez o seu primeiro discurso ao Congresso. Com facilidade você encontrará na Internet a íntegra das palavras do republicano, a dificuldade que você perceberá claramente é que esse discurso não está sendo analisado de forma verdadeira pela grande mídia. Ao ler as noticias na Folha de São Paulo, G1 e nas outras grandes massas de comunicação do mesmo monopólio, fica nítido a diferença de todo o discurso de Trump para o que eles informam. Uma diferença grotesca!

Não estou iniciando o artigo em defesa ao presidente dos Estados Unidos, claro que não, primeiramente porque você já me taxaria de louco por apoiar um fascista e segundo porque não tenho moral para isso (quem sou eu?), mas quero que você entenda que NÃO estamos falando aqui sobre a beleza ou feiura de Donald Trump, mas sim sobre o seu discurso e a forma que ele foi interpretado pela grande mídia. Apenas isso! Entendeu?

E falo isso porque é uma análise óbvia, aquele que ouvir o discurso na íntegra e acompanhar o que o republicano tem defendido, perceberá claramente ao ler as notícias que foi feito recortes baratos de suas palavras para induzir o seu discurso. Que coisa mais feia!


  Programa que ensina a Bíblia vira febre na Internet


Para os noticiários Trump falou apenas de construção de muro na fronteira com o México, imigração por mérito e outras coisas “conservadoras”, mas claramente o objetivo do discurso não era este! Está nítido que esse não era o foco das palavras de Trump e ele retratou tudo que acredita e espera dos Estados Unidos de uma forma impressionante, demonstrou seu plano de governo, objetivo e porque de suas decisões, isso de forma explicada, e nada disso foi noticiado pelos grandes meios de comunicação tupiniquim.

Pode reler as notícias, aqueles que colocaram no título da matéria que Trump surpreendeu em seu discurso ou teve um tom conciliador, no corpo da matéria, trataram o discurso de forma incoerente com o todo, aproveitando-se de frases soltas e tratando Trump e suas palavras como vagas e uma incógnita.

Quem são os caras da grana que bancam nossa mídia em? Nossas notícias são tão monopolizadas não é mesmo?! Quem tem interesse em não divulgar de fato uma linha conservadora? Fica a pergunta no ar, em outra oportunidade respondemos sobre isso.

Por exemplo:

A mídia não noticiou que Donald Trump conseguiu seu maior feito político até o momento: dividir os membros do Partido Democrata na Platéia do Congresso, que ficavam sempre na dúvida se aplaudiam ou não quando o presidente americano falava algo interessante.

Não li no G1 ou Folha de São Paulo que Trump está falando a linguagem de grande parte da população, alfinetando com suas palavras a esquerda Americana, as corporações globalistas que vivem do trabalho barato da imigração ilegal e criticando leis que beneficiam os lobistas. Isso tudo está no discurso do cara e ninguém fala nada?! Ele cita que confirmará a promessa de investimento de cerca de 1 trilhão em obras de infraestrutura com parcerias privadas que gerará milhões de empregos e ninguém fala coisa nenhuma sobre isso?!

Em certo momento, o presidente americano disse em seu discurso:

We will seek friendship and goodwill with the nations of the world – but we do so with the understanding that it is the right of all nations to put their own interests first“.

“Vamos procurar amizade e boa vontade com as nações do mundo – mas vamos fazer isso com o entendimento de que é o direito de todas as nações colocar seus próprios interesses em primeiro lugar”.

A mídia tem apresentado Trump como um nacionalista louco, mas desde sempre ele fala do diálogo entre as nações e não só isso, ele tem dito que cada nação deve colocar seus próprios interesses em primeiro lugar. Cada um deve lutar pelos seus e negociar de maneira que ajudará sua nação e as negociações devem ser realizadas com esse princípio para que exista um crescimento e benefício mútuo (o cara não discursa como Hitler não é mesmo?!)

Ok, não vamos discutir hoje se Donald Trump está certo ou errado em suas palavras. Só vamos perceber uma coisa óbvia e que está escancarada para qualquer jumento como eu perceber: A grande mídia tem apresentado fragmentos do que Trump acredita, tirando do contexto suas palavras e negligenciando seus avanços. Isso fica nítido em uma rápida análise sobre a totalidade do discurso do republicano e as matérias publicadas posteriormente. Omitem e mentem na cara de pau!

O Presidente americano se apresentou em seu discurso ao congresso, falou as mesmas coisas que sempre disse em um tom mais brando e a mídia continua a fingir que não entende nada. E detalhe, fingem muito bem, graças a Deus pela Internet e mídias alternativas que existem hoje. E, se restar alguma dúvida ao leitor, basta assistir o discurso de Trump na íntegra que está disponível no link abaixo e reler as matérias tendenciosas que falam de seu discurso nos principais sites de notícia.

Assista:



Victor Santos

Victor Santos

Victor dos Santos, mora em Santo André-SP. Blogueiro (Vida ao Inverso). Bacharel em Teologia pela Universidade da Bíblia, graduado em Logística pela Uniban e estudante da PUC SP.


Deixe seu comentário!